Determinada, seleção paulista é campeã geral do Campeonato Brasileiro sub 18

Seleção paulista a campeã geral do certame © Anderson Neves

Disputa reeditou o maior clássico do judô nacional, mostrando a tradicional rivalidade com a seleção do Rio de Janeiro, vice-campeã

Por Paulo Pinto / FPJCOM
27 de junho de 2022 / São Paulo – SP

Marcando o retorno após dois anos de paralisação em decorrência da pandemia, neste fim de semana a gestão técnica da Confederação Brasileira de Judô (CBJ) realizou o Campeonato Brasileiro Juvenil (sub 18), no ginásio do Tancredão, em Vitória (ES).

O potente ippon de Gyovanna Victoria Andrade da ACE Santa Maria de São Bernardo do Campo, bronze no peso meio-médio © Anderson Neves

A competição recebeu 313 atletas de 25 Estados e do Distrito Federal, valendo pontos para o ranking nacional que definirá a seleção verde e amarela que disputará o Campeonato Mundial Sub 18, de 24 a 27 de agosto, em Sarajevo, capital da Bósnia e Herzegovina, no Sudeste da Europa.

Seleção carioca, a vice-campeã do certame © Anderson Neves

A disputa mostrou vários destaques de uma geração que certamente constituirá a base da seleção brasileira de judô nos Jogos Olímpicos de Los Angeles 2028 e de Brisbane 2032.

Rivalidade tradicional

Nos tatamis a disputa reeditou o maior clássico do judô nacional, mostrando a tradicional rivalidade entre as seleções do Rio de Janeiro e de São Paulo. E na briga pelo ouro e pela supremacia da competição os paulistas impuseram duras vitórias aos cariocas em finais das classes feminina e masculina.

Nas quartas de final do peso leve Ernane Neves (SP) projeta Eliseu Mougo (PA) © Anderson Neves

Ambas as seleções conquistaram o mesmo número de medalhas, ou seja, 13. Contudo, os paulistas venceram o confronto direto em três finais – pesos ligeiro e médio do feminino e médio do masculino – o que definiu a classificação geral.

Seleção Paranaense, terceira colocada no certame © Anderson Neves

São Paulo somou seis medalhas de ouro, duas de prata e cinco de bronze, enquanto o Rio de Janeiro conquistou três de ouro, cinco de prata e cinco de bronze.

Bruno Nóbrega (SP) joga João Lira (PR) nas semifinais do peso meio-leve © Anderson Neves

Estado mais bem classificado da Região Sul, o Paraná ficou em terceiro lugar, com três medalhas de ouro e cinco de bronze. As quarta e quinta colocações foram conquistadas por duas seleções da Região Centro-Oeste, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal. O selecionado sul-mato-grossense somou duas medalhas de ouro e três de bronze, já o Distrito Federal assegurou quatro medalhas, sendo uma de ouro e quatro de bronze. Clique AQUI e confira a classificação individual e geral do certame.

Metas atingidas

Na avaliação de Marco Aurélio Uchida, coordenador técnico da Federação Paulista de Judô (FPJudô), o resultado construído em Vitória (ES) foi excepcional.

Pódio por entidades masculino © Anderson Neves

“Para que todos possam ter uma ideia da importância dessa conquista, em 2019, último ano da competição, fomos vice-campeões no feminino e campeões no masculino. Já em 2018 não vencemos em nenhum dos dois. A vitória se engrandece ainda mais porque estamos retornando depois de dois anos de paralisação.”

Na final do peso leve Ernane Neves vence Antônio Rocha (MA) e comemora a conquista do pentacampeão brasileiro e a liderança do ranking do 66kg © Anderson Neves

“Para nós esse resultado mostra que o trabalho dos professores do nosso Estado está no caminho certo. Temos de parabenizar todos os atletas, nossa comissão técnica e toda a comunidade do judô paulista pelo feito excepcional, já que o trabalho da federação é apenas coordenar e dar direção àquilo que é feito nos dojôs pelas agremiações filiadas. Todos, sem exceção, estão de parabéns e temos de exaltar o trabalho realizado por todo o stakeholder do judô paulista. Foi uma conquista maiúscula e muito importante no sentido de nos proporcionar um direcionamento para o trabalho e o planejamento técnico para os próximos anos pela atual gestão”, expôs o dirigente paulista.

Pódio por entidades feminino © Anderson Neves

Alessandro Panitz Puglia, presidente da FPJudô, enfatizou que a soma de esforços na área técnica paulatinamente está redimensionando a atividade no Estado e, consequentemente, o resultado está surgindo na ponta, ou seja, nos certames nacionais.

Após a conquista do ouro, Bruno Rafael Lima Nóbrega da ARCD São Bernardo comemora com o técnico Thiago Valladão Fernandes do São João Tênis Clube de Atibaia © Anderson Neves

“Este resultado reflete a nossa política para o setor técnico que, indubitavelmente, é a nossa principal preocupação. Estamos trabalhando no fortalecimento e na reaproximação dos professores, técnicos e atletas por meio dos treinamentos conjuntos e dos treinamentos de terça-feira no CAT da federação, além de outras iniciativas.”

Após a conquista do ouro, Isabella Marques Montaldi do São João Tênis Clube comemora com a técnica Miriam Zyman Minakawa da Associação A Hebraica do Brasil © Anderson Neves

Puglia destacou também o grande suporte oferecido pelos técnicos aos judocas que foram a Vitória. “A federação está cumprindo seu papel e atingindo todas as metas estabelecidas em nosso cronograma técnico. É claro que o resultado nem sempre corresponde à lógica, porque os outros Estados também se preparam para vencer. Mas entendo que nós estamos com uma intensidade muito grande em todos os setores da federação e um deles foi o treinamento. Quero agradecer aos professores de cada entidade filiada, esteja ela onde estiver e tenha o tamanho que tiver, já que são elas que estruturam e fortalecem o judô do Estado, impulsionando a locomotiva chamada FPJudô.”

Bruno Prassler (SP) e Matheus de Araújo (DF) nas quartas de final © Anderson Neves

A Federação Paulista de Judô tem apoio da Ajinomoto do Brasil, Original Tatamis, Shihan Kimonos, MKS/Adidas e Budokan Kimonos. Por meio das suas 16 delegacias regionais a entidade congrega mais de 10 mil atletas federados e está presente em 282 municípios do Estado de São Paulo. Anualmente a FPJudô credencia cerca de 1.500 técnicos e 950 árbitros, que atuam em competições regionais, estaduais, nacionais e internacionais.

Campeãs gerais do brasileiro sub 18 de 2022 © Anderson Neves

Seleção Paulista Sub 18 / 2022

Comissão Técnica

Thiago Valladão – São João Tênis Clube
Marcos Dagnino – Clube Athlético Paulistano
Ricardo Julianetti – Clube Paineiras do Morumby
Marco Antônio Inácio – Sesi-SP
Miriam Zyman Minakawa – Associação A Hebraica

Campeões gerais do brasileiro sub 18 de 2022 © Anderson Neves
Fique por dentro de eventos e notícias locais das Delegacias Regionais

Nossos Parceiros

Logo Parceiros

Nossos Apoiadores

Logo Apoiadores

Nosso Instagram @fpjudo