Diretoria da FPJudô prestigia cerimônia de graduação dos atletas do São João Tênis Clube/Apaja de Atibaia

Alan Camilo, Paulo Pi, Daniel Dias, Alessandro Puglia e Arnaldo Queiroz © FPJCOM

Evento reuniu autoridades políticas e esportivas do município para celebrar o sucesso do projeto que leva o judô a mais de 1.200 crianças jovens atibaienses

Por FPJCOM
23 de dezembro de 2021 / Curitiba (PR)

Na quinta-feira, 16 de dezembro, realizou-se a cerimônia de graduação dos judocas das equipes do São João Tênis Clube e da Associação Paulo Alvim de Judô Atibaia (Apaja), por intermédio da Secretaria de Esporte e Lazer de Atibaia. Foi entregue, também, o material esportivo que será utilizado nos grandes eventos do judô de 2022. Além da elite do judô atibaiense, participaram do evento dirigentes da Federação Paulista de Judô (FPJudô) e políticos com projetos ligados ao esporte do município.

“Fiquei muito orgulhoso em saber que há gente que usa o esporte da maneira como deve ser, para transformar pessoas e vidas. São cerca de 1.200 judocas que recebem os materiais necessários para a prática e os ensinamentos dessa arte, que inclui educação, preparação para competições e para a vida. O evento realmente me deixou de alma lavada”, manifestou-se o secretário-geral da FPJudô, Arnaldo Queiroz.

“O objetivo da FPJudô é abraçar esse projeto social, muito importante e consolidado, e muitos outros, ainda que estejam em estado embrionário. Queremos acolher esses judocas, mesmo aqueles que não são federados. Em 2022 nós iremos apresentar um projeto para admitir de maneira mais fácil e viável os atletas formados em projetos sociais. Nós pretendemos fazer uma análise por meio de uma banca para dar descontos e apoio para que esses alunos se integrem totalmente à federação e, assim, aumentar exponencialmente a base do judô. O professor Paulo Pi está de parabéns, bem como os outros professores da Apaja.”

O judoca especial Felipe Paschoal recebe a graduação de sho-dan do secretário de Esportes e Lazer de Atibaia e nadador multimedalhista paralímpico, Daniel Dias © Arquivo

Um dos pontos altos da cerimônia foi a entrega de duas graduações de faixa preta sho-dan (1º dan) para Felipe Paschoal e Marcos Henrique Ribeiro Orlandini, dois atletas com deficiência e que são exemplos de vida, demonstrando como o judô pode servir como ferramenta de superação de barreiras e valorização das diferenças quando a competência e a técnica se unem ao amor ao esporte.

“A Apaja é uma entidade muito bem estruturada e o Paulo Pi é uma pessoa reconhecida por fazer um trabalho impecável. Ele organizou este bonenkai junto com a entrega das faixas, atraindo a participação de muitas famílias. O investimento que eles fizeram foi muito bom, porque está impactando diretamente no fomento do judô enquanto modalidade transformadora. A presença da FPJudô, comigo, o Arnaldo e o Alan, foi muito importante para ele ter a confirmação de que estamos todos juntos em prol do judô e do seu crescimento em todo o Estado”, reiterou o presidente da FPJudô, Alessandro Puglia.

O segundo momento mágico foi quando o judoca Felipe Paschoal reconheceu o secretário de Esportes e Lazer de Atibaia Daniel Dias, mais expressivo atleta do esporte paralímpico do Brasil, e não conteve a emoção, demonstrando todo o afeto, carinho e admiração pelas suas conquistas dentro do esporte. Daniel conheceu pessoalmente mais um de seus fãs e com muito carinho e atenção entregou a nova graduação de sho-dan ao judoca.

Daniel Dias, Paulo Pi e Alan Camilo © FPJCOM

O vereador Paulo Pi (Podemos) destacou que todos os convidados são representantes genuínos do judô atibaiense. “Além da presença marcante, todos os nossos convidados colaboram e muito na edificação da história do judô de Atibaia. São pessoas que não medem esforços, profissionais que fazem a diferença e, muitos deles, de forma voluntária, trabalhando para a evolução desses atletas também como cidadãos. Todos com a importante missão de prepará-los muito bem para grandes conquistas dentro e fora dos tatamis. Olhando para este evento, marcado por vários momentos emocionantes, registrados em cada graduação entregue, conseguimos entender por que o judô atibaiense é referência nacional dentro da modalidade.”

O coordenador jurídico da FPJudô, Alan Garcia, também se manifestou. “O sensei Paulo Pi é um fenômeno em revigorar vidas, trazendo esperança e renovação para muitas famílias. São mais de 1.200 alunos de seu projeto social e, juntamente com seu braço direito, sensei Thiago Valadão, proporciona uma oportunidade na vida de muitas crianças e famílias que só o judô pode trazer. Rogo que tenhamos mais pessoas como o Pi para o judô no Brasil, de modo que iremos conseguir levar esperança e o espírito do judô para os lares de Atibaia e todo o Estado de São Paulo.”

Entre os presentes estavam o laureado multimedalhista paralímpico Daniel Dias, secretário de Esportes e Lazer de Atibaia; Paulo Pi, vereador pelo Podemos; Demilso Soranz, presidente do São João Tênis Clube; Alessandro Panitz Puglia, presidente da FPJudô; Arnaldo Queiroz Pereira, secretário-geral da FPJudô; Alan Camilo Cararetti Garcia, coordenador jurídico da FPJudô; Antônio Dias Toledo, diretor-executivo da Shihan Kimonos; Camila Fernanda de Souza, representante da Concessionária Rota das Bandeiras; Beto Yamanda; os professores Willian Oliveira, Laércio Pinzan, Sérgio Massaharu Akutagawa, Robson Grecco, Roberto Alexandre Sette, Fábio Kondo, Leandro de Lima, Alex Silva, Angélica e Thiago Valladão, coordenador do projeto da Apaja.

Fique por dentro de eventos e notícias locais das Delegacias Regionais

Nossos Parceiros

Logo Parceiros

Nossos Apoiadores

Logo Apoiadores

Nosso Instagram @fpjudo