São Paulo define os 348 judocas que vão ao Meeting Interestadual Interclubes 2021

A seletiva reuniu judocas das 16 delegacias regionais

Seletiva reuniu em São Bernardo do Campo cerca de 600 judocas que lutaram para representar São Paulo na tradicional competição promovida pela Federação Catarinense de Judô

Por FPJCom
30 de outubro de 2021 / São Paulo (SP)
Alessandro Panitiz Puglia, presidente da FPJudô

Com o apoio da Prefeitura de São Bernardo do Campo e da Secretaria de Esporte e Lazer do Estado de São Paulo, a Federação Paulista de Judô (FPJudô) realizou no dia 23 de outubro a seletiva estadual para o Meeting Interestadual Interclubes 2021, sediado anualmente numa das cidades-polo do judô de Santa Catarina.

As competições estão sendo realizadas sem que nenhum caso de contágio tenha sido registrado

Este ano é São José, na grande Florianópolis, que deve reunir mais de mil atletas das classes sub 11 a sub 18 do Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina, além de São Paulo, que deverá levar 348 atletas e mais de 100 técnicos e membros da imensa comissão técnica bandeirante. A competição foi criada em 2002 pelos professores Roberto David da Graça (SC), Francisco de Carvalho Filho (SP), Renato Fruehwirth (PR) e Matias Pauli de Azevedo (RS).

Alex Mognon, secretário de Esporte e Lazer de São Bernardo do Campo

A cerimônia de abertura da seletiva reuniu grandes nomes do judô paulista, entre os quais Alessandro Panitiz Puglia, presidente da FPJudô; Alex Mognon, secretário de Esporte e Lazer de São Bernardo do Campo; Arnaldo Queiróz Pereira, secretário geral da FPJudô; Solange de Almeida Pessoa Vinc, vice-presidente; Joji Roberto Kimura, vice-presidente; João David da Graça, coordenador de arbitragem; Marco Aurélio Uchida, coordenador técnico; Antônio Carlos Mesquita, presidente da comissão disciplinar; delegados regionais José Gildemar de Carvalho, da 9ª DRJ ABC, e Alberto Silva Bittencourt, da 11ª DRJ Litoral; Daniel Dell’Aquila, presidente do IKB; e os professores Kodanshas Ivo Nascimento de Santos; Mirian Minakawa de São Paulo; Pedro Nery de Santos; e o renomado professor Koji Kiwada, o Kodão, pai do sensei Marcelo Kiwada, falecido no início desse ano, vítima do covid-19.

Mesa de honra recebeu autoridades políticas e esportivas e renomados professores do Estado

Em obediência às medidas sanitárias de prevenção ao covid-19, a primeira disputa que envolveu judocas da base pós-pandemia, ainda teve que ser realizada com os portões do ginásio fechados sem a presença da torcida e familiares em função das determinações da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo. Somente atletas e membros das comissões técnicas puderam permanecer no interior do ginásio. A FPJudô está na expectativa da liberação total dos eventos indoor, seguindo a tendência do que já acontece nos estádios de futebol.

Parte dos árbitros que atuaram no certame

Nos tatamis uma geração de judocas parecia ávida por disputas, querendo recuperar o tempo em que ficaram trancados em casa. A garra e a determinação superaram de longe a qualidade técnica.

O conceituado professor kodansha Koji Kiwada de Araçatuba marcou presença na seletiva

Excelente expectativa

Na avaliação de Marco Aurélio Uchida, novo coordenador técnico da FPJudô, apesar do tempo de paralisação, a expectativa quanto ao desempenho da equipe paulista no meeting é bastante alta.

Parte dos árbitros que atuaram no certame

“São Paulo é um Estado formador, as entidades são muito conceituadas e fazem excelente trabalho na formação das novas gerações que, geralmente, são bem preparadas tecnicamente para enfrentar todos os desafios que surgem. A nossa expectativa é muito alta, mas é claro que nenhuma das equipes que vão a Santa Catarina estará no auge da preparação técnica e física. Todos os atletas estão recomeçando e a grande maioria de professores não inscreveu ninguém na disputa, entendendo que os judocas ainda não estão em condições de competir. E nós entendemos que este processo deve acontecer naturalmente”, avaliou Uchida.

Membros da mesa durante a execução do Hino Nacional

A coordenação de arbitragem da FPJudô convocou 43 árbitros que, sob a supervisão de João David da Graça, atuaram nos oito shiai-jôs montados no Centro de Excelência Esportiva do Handebol, em São Bernardo do Campo.

Os professores Solange Pessoa, Alex Mognon, Koji Kiwada, Alessandro Puglia, Daniel Dell’Aquila e Arnaldo Queiroz

Confira aqui a relação completa dos judocas das 16 delegacias regionais, classificados para representar o Estado de São Paulo no Meeting Interestadual Interclubes 2021.

Fique por dentro de eventos e notícias locais das Delegacias Regionais

Nossos Parceiros

Logo Parceiros

Nossos Apoiadores

Logo Apoiadores

Nosso Instagram @fpjudo