Apresentação do Projeto Vitória e Time Ajinomoto marcam a posse do novo presidente da multinacional no Brasil

No dia 2 de julho, a Ajinomoto do Brasil lançou oficialmente o Projeto Vitória, iniciativa que apoia o esporte brasileiro, e apresentou o Time Ajinomoto, integrado por atletas e paratletas que se preparam para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

O evento realizou-se na Japan House, em São Paulo, e foi conduzido pelo medalhista olímpico Fernando Scherer, o Xuxa. Estiveram presentes dirigentes esportivos, profissionais ligados ao esporte, à saúde e à nutrição esportiva, que puderam conhecer em detalhes as ações da empresa relacionadas ao universo esportivo global e local.

Entre os convidados estavam Tatsuya Sasaki, presidente recém-empossado da Ajinomoto do Brasil;Alessandro Panitiz Puglia, presidente da Federação Paulista de Judô (FPJudô);Francisco de Carvalho Filho, presidente de honra da (FPJudô); Joji Kimura, coordenador técnico da FPJudô; Rogério Sampaio, diretor geral do Comitê Olímpico do Brasil (COB); Manoela Penna, diretora de Comunicação e Marketing do COB; Ivaldo Brandão, vice-presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB); e Takanori Sekine, presidente do Instituto Kodokan do Brasil (IKB).

Em seu primeiro pronunciamento como presidente da Ajinomoto do Brasil, Tatsuya Sasaki deu boas-vindas a todos e falou sobre o desafio que terá à frente da filial brasileira.

“Acabo de chegar ao País e venho para assumir a presidência da Ajinomoto do Brasil, uma das mais importantes filiais de nossa empresa. Portanto, é uma grande responsabilidade ter sido designado para comandar esta operação. Estou muito animado e feliz com este novo desafio. Na verdade, este é o meu primeiro evento oficial no País e estou muito contente porque gosto muito de esporte. Minha paixão começou no ensino médio, quando eu fazia judô, e estendeu-se para a universidade, quando pratiquei futebol americano”, disse o presidente da multinacional da alimentação.

Tatsuya Sasaki detalhou o processo que começou há 16 anos no Japão e agora está sendo implantado aqui no Brasil.

“O Projeto Vitória tem como objetivo apoiar os atletas olímpicos e paralímpicos brasileiros utilizando o conceito Kachimeshi de alimentação balanceada, caracterizado pelo conhecimento adquirido durante os 100 anos de atuação da empresa, resultando na criação do Amino Vital. No Japão o projeto teve início em 2003, e os atletas japoneses vêm conquistando cada vez mais medalhas, como aconteceu nas Olimpíadas de Pequim, Londres e Rio de Janeiro, e estamos honrados em fazer parte desta conquista. Este é o nosso primeiro ano no Brasil e o nosso desejo não é apenas o suporte com alimentação balanceada por meio do Amino Vital, mas apoiar ao máximo as necessidades dos nossos atletas. O grupo Ajinomoto, juntamente com todos aqui presentes, deseja que esta relação seja duradoura e que possamos estreitar ainda mais esforços com o esporte brasileiro, ajudando os nossos atletas a terem melhor desempenho nos jogos olímpicos e paralímpicos”, disse o presidente da Ajinomoto.

Ação global da Ajinomoto

O Projeto Vitória é uma ação global do Grupo Ajinomoto que começou no Japão, em 2003, oferecendo suporte nutricional aos esportistas do país, incluindo a ingestão de aminoácidos e o conceito do Kachimeshi, palavra japonesa que significa “nutrição para vencer”. Esse programa nutricional incentiva a alimentação equilibrada e saborosa, que atenda às necessidades específicas de cada atleta, além de propor o equilíbrio entre os pilares da boa prática esportiva: treino, alimentação e descanso.

No Brasil, o projeto chega com o mesmo objetivo e estreia com uma equipe de peso. O Time Ajinomoto é composto por atletas e paratletas de diversas modalidades que estão na corrida para Tóquio 2020. Entre eles estão Arthur Nory, da ginástica artística; Rafael Silva (Baby), do judô; Ana Marcela Cunha, da maratona aquática; Rosângela Santos, do atletismo; Douglas Brose e Valéria Kumizaki, do karatê; e os paratletas Caio Pereira, do arremesso de peso, e Verônica Hipólito, do atletismo.

Esses e outros esportistas passam a receber suporte nutricional da Ajinomoto até o fim dos ciclos olímpico e paralímpico, em dezembro do próximo ano. Parte desse suporte é representada pelo produto AminoVital Gold, suplemento alimentar com nove aminoácidos essenciais que agem rapidamente na recuperação muscular, um benefício para esportistas de alto rendimento.

“Vamos utilizar nossa experiência bem-sucedida no Japão para contribuir com os atletas brasileiros. Como especialistas em nutrição e líderes mundiais na produção de aminoácidos, podemos traduzir na prática nossa mensagem corporativa que é Alimente-se Bem, Viva Bem”, afirmou Priscila Santana, gerente de Comunicação da Ajinomoto do Brasil.

Para estreitar o relacionamento com os atletas e paratletas brasileiros, a Ajinomoto firmou parcerias para apoiar importantes instituições, como a Federação Paulista de Judô (FPJudô), o Comitê Olímpico do Brasil (COB) e o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).

“Essas são as primeiras iniciativas do Projeto Vitória no Brasil. Queremos estar cada vez mais próximos dos atletas e paratletas não só em Tóquio, mas também em futuros Jogos Olímpicos e Paralímpicos”, disse Priscila. “Se conseguirmos ajudar no aumento do número de medalhas de nossas delegações, assim como aconteceu no Japão, aí nossa alegria será completa”, concluiu a gerente de Comunicação da Ajinomoto do Brasil.

Dirigentes avaliam a parceria e a importância do Projeto Vitória

Rogério Sampaio, diretor geral do Comitê Olímpico do Brasil, prevê que a parceria do COB com a Ajinomoto do Brasil será um divisor de águas na conquista de medalhas pelos atletas brasileiros.

“Para nós do COB, o patrocínio da Ajinomoto é o reconhecimento da confiança e da credibilidade que o mercado tem no Comitê Olímpico do Brasil. Acreditamos que esta parceria pode se fortalecer ao longo dos próximos anos e inspirar um número maior de atletas ao esporte de alto rendimento, ao movimento olímpico e temos certeza de que esta parceria pode ser também um divisor de águas na conquista de medalhas pelos nossos atletas. Agente espera que, por meio do fortalecimento dessa relação, possamos atingir este objetivo”, disse diretor geral do COB.

Desejando sucesso ao novo presidente da Ajinomoto do Brasil, Ivaldo Brandão, vice-presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, avaliou a contribuição que o Projeto Vitória oferece ao esporte brasileiro.

“É importante que a gente tenha apoiadores como a Ajinomoto do Brasil, porque o esporte hoje é um instrumento gigantesco de transformação social. Empresas que vêm o esporte como elemento essencial de transformação e apoiam nossas iniciativas também estão contribuindo significativamente no difícil processo de conquista de medalhas e oferecendo contribuição social”, disse vice-presidente do CPB.

Alessandro Puglia enfatizou a grande quantidade de judocas inseridos no Projeto Vitória, e expressou o desejo de ampliar ainda mais a parceria com a multinacional de alimentos.

“Esse é um evento importantíssimo para o esporte como um todo, e em especial para o judô, modalidade com maior número atletas inseridos no projeto da Ajinomoto. Estabelecemos uma parceria importantíssima com esta empresa japonesa, que acreditou em nosso trabalho e em nosso potencial. Desejamos que esta união e a cooperação cresçam ainda mais e que juntos possamos trilhar um caminho vencedor”, disse o presidente da FPJudô.

Joji Kimura elogiou o projeto que, em sua avaliação, nasce vitorioso pelo simples fato de buscar otimizar a performance técnica dos atletas.

“Nossa avaliação dessa iniciativa é muito positiva. Estar num grupo seleto capitaneado por uma multinacional como a Ajinomoto, empresa que acima de tudo foca a qualidade de vida, agrega grande valor à nossa marca. Entendo que o mundo atual valoriza as pessoas que pensam de forma diferente e buscam estar sempre um passo à frente. E é assim que eu vejo esta iniciativa da Ajinomoto: um projeto que visa a agregar qualidade e melhorar a performance técnica dos nossos atletas, por meio de uma alimentação balanceada e suplementada”, explicou o coordenador técnico da FPJudô.

Francisco de Carvalho entende que a parceria entre a FPJudô e a Ajinomoto do Brasil dará enorme contribuição ao fortalecimento do judô que, por sua vez proporcionará grande contrapartida à difusão do suplemento que a multinacional de alimentos está lançando no Brasil.

“A Ajinomoto possui excelência em nutrição humana e é líder mundial no segmento de suplementação alimentar para atletas. Entendo que a experiência por ela acumulada neste segmento endossa a qualidade do Amino Vital, que desde 2003 é utilizado pelos atletas da seleção olímpica japonesa. O Brasil é um dos países com maior número de consumidores de produtos deste segmento, e acredito que com a nossa contribuição a empresa alcançará grande sucesso”, disse o presidente de honra da FPJudô.

“Acho que a Ajinomoto do Brasil acertou ao firmar parceria com a federação paulista, porque o judô é uma das modalidades mais praticadas em São Paulo e porque em nosso Estado temos mais de um milhão de praticantes. Estou certo de que a nossa contribuição e a nossa contrapartida em todo este processo serão determinantes no sucesso do Projeto Vitória e na disseminação do Amino Vital entre os atletas que fazem suplementação alimentar”, disse Francisco de Carvalho.Ele lembrou ainda que, das 22 medalhas olímpicas obtidas pelo judô brasileiro desde os Jogos de Munique (1972), 15 foram conquistadas por judocas de São Paulo.

 

Por Paulo Pinto I Fotos Budôpress

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fique por dentro de eventos e notícias locais das Delegacias Regionais

Nossos Parceiros

Logo Parceiros

Nossos Apoiadores

Logo Apoiadores

Nosso Instagram @fpjudo