Associação de Judô Vila Sônia vence a Copa São Paulo de Kata

Ana Paula Faria Ribeiro Parpinelli da ADC Embraer e Leandro Lopes Bueno da SER Jacareí foram os campeões da classe yudan misto do nage-no-kata © FPJCOM

Judô Alto da Lapa, Associação Desportiva Embraer, SERC Santa Maria e Judô Yamazaki completaram o pódio da disputa que reuniu 60 duplas de 21 associações

Por FPJCOM
23 de março de 2022 / Curitiba (PR)
Judocas perfilados durante a execução do Hino Nacional © FPJCOM

Após dois anos de paralisação devido às restrições sanitárias causadas pela covid-19, realizaram-se no fim de semana passado (12 e 13) a Copa São Paulo Aspirantes de Judô e a Copa São Paulo de Judô Veteranos. No domingo à tarde, a Copa São Paulo de Kata reuniu 60 duplas de 21 associações no Ginásio Poliesportivo de São Bernardo do Campo.

Dirigentes e avaliadores na cerimônia de abertura da Copa São Paulo de Kata 2022 © FPJCOM

A competição, instituída em 2008, é hoje o maior torneio de judô das Américas e anualmente abre o calendário esportivo da Federação Paulista de Judô (FPJudô), reunindo sempre as principais agremiações de São Paulo e do Brasil.

Professor Luís Alberto dos Santos, coordenador de cursos da FPJudô comanda o rei inicial © FPJCOM

A Associação de Judô Vila Sônia, de São Paulo, sagrou-se a grande campeã, totalizando 19 pontos, enquanto a Associação de Judô Alto da Lapa, também da capital, ficou na segunda colocação, com 14 pontos. A Associação Desportiva Classista Embraer (ADC Embraer), de São José dos Campos (SP), ficou em terceiro lugar com 12 pontos. A SERC Santa Maria, de São Caetano do Sul (SP), totalizou 11 pontos e garantiu a quarta colocação, enquanto a Associação de Judô Yamazaki, de São José dos Campos, assegurou a quinta colocação fazendo 10 pontos.

Alessandro Panitz Puglia, Solange Pessoa Vinck e Marco Aurélio Uchida, na cerimônia de abertura © FPJCOM

A cerimônia de abertura foi comandada por Alessandro Panitz Puglia, presidente da FPJudô, e contou com a presença da professora Solange de Almeida Pessoa Vinck, vice-presidente da FPJudô; Marco Aurélio Uchida, coordenador técnico da FPJudô; Wagner Antônio Vettorazzi, diretor de cursos da 9ª DR ABC; e de todos os árbitros avaliadores que aturam no certame, na grande maioria professores kodanshas altamente capacitados para esse trabalho.

O kata conquista cada vez mais espaço no cenário competitivo do judô bandeirante © FPJCOM

Como sempre, a disputa de nage-no-kata atraiu grande número de duplas, que se apresentaram na classe yudan masculina. As três primeiras colocadas foram: Carlos Alberto Pereira (tori) e Taluan Nogueira (uke), do Clube Santa Maria, de São Caetano do Sul, que totalizou 464 pontos; Fabiano Rodrigo de Barros (tori) e Yann Fiorda Prando, da Associação Yamazaki, de Itaquaquecetuba (SP), com 448,5 pontos; e a Sidney Massayuki Fukayama (tori) e Sandro Marques dos Reis (uke), da ADC Embraer de São José dos Campos, com 401,5 pontos.

Um dos principais núcleos de estudo do kata no Brasil, a Associação Vila Sônia fez jus ao título conquistado na Copa São Paulo 2022 © FPJCOM

A classe yudan mista teve a participação de quatro duplas, sendo a primeira colocada composta por Ana Paula Faria Ribeiro Parpinelli (tori), da ADC Embraer, e Leandro Lopes Bueno (uke), do Clube SER, de Jacareí (SP), que totalizou 443,5 pontos. Na segunda colocação, Camila Miyuki Shinoda (tori) e Vítor Morales (uke), da Associação de Judô Nery, de Ribeirão Pires (SP), somaram 423,5 pontos. Mark Massami Yoshigaye (tori) e Suzane Harume Yoshigaye (uke), da Academia Tigres, de São Carlos (SP), ficaram em terceiro lugar com 415,5 pontos. Sérgio Yukio Matsumura (tori) e Denise Akemi Matsumura (uke), da Associação de Judô Tomodachi, de São Paulo, asseguraram a quarta colocação com 392 pontos.

O número de duplas disputando medalhas dos katas mais avançados impressionou bastante © FPJCOM

Na classe yudan feminina, apresentaram-se duas duplas. Isabelle Regina de Lima (tori) e Isabela Fernanda de Barros Hirakawa (uke), da Associação Hirakawa, de São José dos Campos, foram campeãs, totalizando 427 pontos, e Ivy Mendes Vettorazzi (tori) e Raquel Gardini Sanches Palasio, do Clube Santa Maria, de São Caetano do Sul, somaram 410 pontos.

As classes dangai contaram com quatro duplas, uma mista, uma masculina e duas femininas. Vinícius Kawakami Harrop Galvão (tori) e Pedro Reynaldo Paes Leme (uke), da ADC Embraer, fizeram 338 pontos. Lívia Maria Oliveira Margonar (tori) e Isadora Garbelini Caron (uke), da Escola de Judô Gilberti, de Assis (SP), fizeram 350 pontos. Rafaella Nery Pontes (tori) e Débora dos Santos Rodrigues Cézar (uke), da Associação de Judô Nery, fizeram 348,5 pontos. A dupla mista Débora dos Santos Rodrigues Cézar (tori) e Daniel dos Santos Rodrigues Cézar (uke), também da AJ Nery, fez 276 pontos.

Classificação final do ju-no-kata 

Ao contrário do nage-no-kata, no ju-no-kata a classe mista contou com mais duplas, nove ao todo, e as três primeiras foram: Roger Tsuyoshi Uchida (tori) e Aline Akemi Lara Sukino (uke), da Associação de Judô Alto da Lapa, com 460,5 pontos; Roberto Carlos Pereira (tori) e Nádia Hissaki Hori (uke), da Associação de Judô Vila Sônia, com 457,5 pontos; e Mark Massami Yoshigaye (tori) e Suzane Harumi Yoshigaye (uke), da Tigres de São Carlos, com 439,5 pontos.

Na classe yudan masculina, a primeira colocação foi da dupla composta por Fabiano Severino da Silva (tori) e Roberto Carlos Pereira (uke), da Associação de Judô Vila Sônia, com 429 pontos. Os segundos colocados foram Taluan Nogueira (tori) e Carlos Alberto Pereira (uke), do Clube Santa Maria, com 419,5 pontos. Leonardo Araújo da Conceição (tori) e Matheus Fernandes Vieira (uke), da Judô na Faixa, de Sorocaba (SP), ficaram em terceiro, com 369 pontos.

Na classe yudan feminina Mariana Ayumi Nakamura Hayakawa (tori) e Nádia Hissako Hori (uke), da Vila Sônia, ficaram em primeiro lugar, com 447,5 pontos. Em segundo, Aline Akemi Lara Sukino (tori) e Raquel Amorim Novaes Almeida (uke), do Alto da Lapa, com 442,5 pontos. Em terceiro, Odila Natália de Aquino (tori) e Nathália Letícia Siqueira da Rosa (uke), da ADC Embraer, com 370,5 pontos.

Classificação final katame-no-kata

A classe yudan masculina contou com sete duplas. Wagner Tadashi Uchida (tori) e Roger Tsuyoshi Uchida (uke), da Associação de Judô do Alto da Lapa, ficaram na primeira colocação, com 477,5 pontos. Alexandre Ricardo Nardi (tori), do Kata Team, e Maurício Batista (uke), da Associação Atlética Banco do Brasil, ficaram em segundo lugar com 462,5 pontos. Em terceiro, Henrique Fernandes da Costa (tori) e Klinsman Dias da Silva (uke), da Associação Namie, de Mogi das Cruzes (SP), com 412,5 pontos.

Wagner Tadashi Uchida e Roger Tsuyoshi Uchida da Associação de Judô Alto da Lapa sagraram-se campeões da classe yudan masculino do Katame-no-kata © Simone Lima

Quatro duplas disputaram a classe yudan mista. Em primeiro lugar ficaram Henrique Fernandes da Costa (tori) e Gabriela Fernandes da Costa (uke), da Associação Namie, com 429 pontos; em segundo, Nádia Hissako Hori (tori) e Murilo Francisco Barella (uke), da Vila Sônia, com 372,5 pontos; em terceiro, André Oliveira Sawakuchi (tori) e Raquel Novaes Amorim Almeida (uke), da Associação de Judô Alto da Lapa, com 350,5 pontos.

Luís Alberto dos Santos do Judô Constantino e Diogo Rocha Colela do Esporte Clube Sírio foram campeões da classe yudan do Kodokan Goshin Jutsu © Simone Lima

Na classe yudan feminina, a dupla Odila Natália de Aquino (tori) e Nathália Letícia Siqueira da Rosa (uke), da Yamazaki, somou 402,5 pontos, enquanto Daniele Kaori Kurosawa (tori), da Mauro Sakai, e Adriana Mayumi Gushiken (uke), da Associação Registrense, chegaram a 361,5 pontos.

Alessandro Puglia faz a entrega dos troféus às finalistas Associação de Judô Vila Sônia (campeã), Associação de Judô Alto da Lapa e Associação Desportiva Embraer © Simone Lima

Classificação final kime-no-kata

Com a participação de quatro duplas na classe yudan, as três primeiras colocadas foram: Sidney Massayuki Fukayama (tori), da ADC Embraer, e Airam Rodrigues Cunha (uke), da Secretaria de Esportes de Jacareí, com 584 pontos; Roberto Carlos Pereira (tori) e Wellington Hideki Tizuka (uke), da Vila Sônia, com 494,5 pontos; e Paulo Cícero Gracindo Júnior (tori) e Marcelo Nery Fontes (uke), da AJ Nery, com 476,1 pontos.

Pódio da classe yudan misto do nage-no-kata © Simone Lima

Classificação final kodokan goshin jutsu

Com cinco duplas competidores, o pódio foi formado por Luís Alberto dos Santos (tori), da Judô Constantino, e Diogo Rocha Colela (uke), do Esporte Clube Sírio, de São Paulo, em primeiro lugar, com 643,5 pontos; Marcelo Nery Fontes (tori) e Leonardo Pavani (uke), da AJ Nery, em segundo; e Leonardo Araújo da Conceição (tori) e Matheus Fernandes Vieira (uke), da Judô na Faixa, em terceiro, com 485 Pontos.

Clique AQUI e acesse a relação completa dos pódios da Copa São Paulo de Kata 2022.

Mariana Ayumi Nakamura Hayakawa e Nádia Hissako Hori da Vila Sônia conquistaram o ouro da classe yudan feminino do ju-no-kata © Simone Lima
O pódio da classe yudan feminino do katame-no-kata © Simone Lima
O pódio da classe yudan masculino do katame-no-kata © Simone Lima
O pódio da classe yudan masculino do ju-no-kata © Simone Lima
O pódio da classe yudan do kime-no-kata © Simone Lima
O pódio da classe yudan misto do ju-no-kata © Simone Lima
O pódio da classe yudan misto do katame-no-kata © Simone Lima

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fique por dentro de eventos e notícias locais das Delegacias Regionais

Nossos Parceiros

Logo Parceiros

Nossos Apoiadores

Logo Apoiadores

Nosso Instagram @fpjudo