Campeonato Brasileiro de Veteranos e de Kata 2015 reuniu mais de 400 judocas em São José dos Campos – SP

Campeonato Brasileiro de Veteranos e de Kata 2015 reuniu mais de 400 judocas em São José dos Campos – SP

 

Neste sábado, 14 de novembro, a edição 2015 do Campeonato Brasileiro de Veteranos e de Kata reuniu no Ginásio de Esportes da A.D. Embraer, em São José dos Campos, mais de quatrocentos atletas inscritos, para as disputas dos títulos nacionais dos Veteranos e do Kata. Uma realização da Federação Paulista de Judô com a chancela da Confederação Brasileira de Judô, marcou mais um ano de recorde de participação e adesão de mais de setenta judocas vindos de dezesseis Estados.  Oito áreas de competição foram montadas para atender aos atletas.

Na parte da manhã foram realizadas as apresentações de kata. A abertura oficial ocorreu às 11 horas. Na abertura da competição, o presidente da Federação Paulista de Judô deu as boas vindas a todos os participantes e ficou satisfeito com a quantidade de atletas participantes. O Delegado Regional da 2ª Delegacia, anfitrião do evento,  Claudio Calasans Camargo, também recepcionou os participantes.

Na oportunidade a 2ª delegacia regional da Federação Paulista de Judô prestou homenagens aos professores kodanshas dessa região.

O coordenador técnico da F.P.Judô, Joji Kimura, comentou a respeito da competição: “O Campeonato Brasileiro de Veteranos e de Kata deste ano contou com a participação de judocas de dezesseis estados. Nós mudamos o local para a realização desta edição e tivemos uma adesão bem grande, mais de quatrocentos atletas inscritos. E o campeonato de Kata realizado hoje, é seletivo para o Campeonato Mundial de 2016, que será realizado em Miami. Os campeões e vices do Nague no Kata e Katame no Kata e os campeões do Goshin jitsu e Kime no Kata terão suas vagas garantidas no próximo mundial. Isso fez o nível da copetição ser bastante alto. O modelo utilizado neste ano foi o mesmo modelo utilizado no Campeonato Mundial. Estamos adequando o modelo à nossa realidade. Esse modelo foi utilizado como laboratório no Primeiro Open São Paulo, realizado no clube da Hebraica, que já foi um modelo de organização um pouco diferente e a dinâmica do evento ficou muito interessante. Para os próximos anos nós devemos ter uma adesão maior dos outros Estados porque nós nos planejamos em divulgar com bastante antecedência. Mais de setenta atletas do total de participante vieram de outros Estados e isso é muito bom. São Paulo ainda tem a maioria de participantes, mas já melhorou bastante essa condição,  E para o próximo ano, teremos  grandes eventos para os veteranos e Kata: A Copa São Paulo, o Campeonato Paulista, o Beneméritos por equipes,  o Open São Paulo e o Campeonato Brasileiro. Serão cinco grandes eventos, que para a faixa etária será muito bom, pois poderão se programar e se preparar para eles. Todo esse empenho é um reconhecimento para uma classe muito importante para o Estado de São Paulo e para o Brasil”.

“Eu tenho participado de quase todos os [campeonatos] brasileiros. Esse evento aqui está muito bom, bem organizado, bem tranquilo, a arbitragem eu considero a melhor dos últimos anos e os atletas compareceram em massa! Isso é muito importante para a nossa idade, após os quarenta anos principalmente, porque as pessoas se acomodam e não querem mais fazer exercício, e aqui estamos todos treinando, competindo, com saúde e o judô só enobrece a nossa vida”, comentou o atleta Paulo Airton Leindorf Bartz, do Paraná, terceiro colocado do M6 pesado.

O Campeão do M6 pesado,o paulista Omar Augusto Miquinioty Junior deixou seu comentário sobre o Campeonato Brasileiro de Veteranos e de Kata: “Eu considero esse evento um marco histórico na classe veteranos, porque permite que pessoas que foram atletas no passado possam voltar a praticar judô e inspirar os mais jovens, além de possibilitar quem começou o judô com uma idade mais avançada, poder competir em evento desse porte e também conquistar a faixa preta. A Federação Paulista de Judô e a Confederação Brasileira de Judô estão de parabéns pela organização do evento”.  Coincidentemente, o filho do Omar, Lucas Miquinioty, competiu no M1, mas não conquistou medalha na competição, mas comemorou seu aniversário neste sábado com o ouro de seu pai.

“Essa competição foi maravilhosa. É o segundo Brasileiro de Veteranos que participo , perdi hoje a final para o Omar [Miquinioty ], segunda competição de Veteranos que participo, e o que o Omar disse é realmente uma verdade, pois no judô há a possibilidade de pessoas que começaram a treinar mais tarde tem a possibilidade de competir em um Campeonato Brasileiro, Sul-Americano e até Mundial. Foi maravilhoso, tem que continuar mesmo, tem que promover,  tem que fazer mais vezes, tem que vir mais gente, porque é sensacional de verdade! Eu aproveito a oportunidade de poder expressar minha gratidão à CBJ, à F.P.Judô e ao presidente Puglia ”, informou o vice-campeão no M6 pesado, Maurício Calil, de São Paulo.

Vindo do Mato Grosso do Sul, Marco Aurélio Moura, M5 pesado, também teceu seus comentários na edição 2015 do Brasileiro de Veteranos e de Kata: “Essa edição do Brasileiro está muito forte e a quantidade de participantes está bem grande e depois de dezesseis anos sem competir, voltei a lutar esse ano no Open São Paulo, onde tive a felicidade de ser campeão lá, hoje fui vice-campeão, mas faz parte da competição. Nós, quando garotos, também competimos bastante e agora é treinar mais e voltar o ano que vem para ganhar do Marquinhos (Marco Antonio Gonçalves Pereira) e ser campeão brasileiro”, finalizou em tom de brincadeira, Moura.

Já o campeão M5 pesado, o paulista Marco Antonio  Gonçalves Pereira, parabenizou a organização do evento e complementou: “Vamos treinar agora para o ano que vem, com foco em Miami e seu Deus quiser estaremos lá brigando por uma medalha. Quanto ao Moura, vamos ver aí, se eu não baixar de categoria de peso, podemos repetir uma final no brasileiro, mas vou tentar baixar de peso, porque o pessoal lá fora é muito grande, mas vamos continuar treinando”.

Acácio Guimarães, atleta da Bahia, assíduo participante dos campeonatos brasileiros de Veteranos e de Kata tem dois motivos para comemorar a edição 2015 desta competição. Ele conquistou a medalha de prata no kata, onde realizou a apresentação com o seu filho como uke. E no veteranos foi penta campeão brasileiro, classe M4 ligeiro. “Essa é a quinta vez que a gente disputa campeonatos aqui em São Paulo, e é muito difícil porque nós viemos aqui para aprender kata, pra poder disputar com os paulistas, pois são hegemônicos com relação ao judô, então para nó é difícil vir pra cá para competir. Eu tive a  oportunidade, há uns três anos, de aprender Kata com os professores Luis Alberto dos Santos e Rioti Uchida, no CAT da F.P.Judô e a partir daí nos interessamos pelo Kata. E aí eu e meu filho fomos participando, apanhando, apanhando,  em último, último, então tivemos a ideia de chamar o sensei Ueti para nos ajudar lá na Bahia e humildemente ele aceitou nosso convite, juntamente com sensei Michelini e sensei Leonardo, que nós também agradecemos muito por tudo que eles fizeram por nós. Pegaram na nossa mão, corrigiram, deram bronca, ensinaram um ‘bê a ba’ do Kata. E agora viemos para São Paulo, estamos aqui desde domingo, deixamos família, todo mundo. Um sofrimento ‘arretado’, treinando de manhã, tarde e noite.No mês passado eu e meu filho conseguimos vir para São Paulo para o Open São Paulo e conquistamos a segunda colocação. Foi a primeira vez que uma dupla de yudanshas de fora consegue ganhar um título em São Paulo. Mas nosso sonho ainda era ganhar uma medalha em Campeonato Brasileiro.  E nós conseguimos o segundo lugar na competição. Foi um marco para o norte e nordeste. Nós fomos muito ousados, sabe? Não satisfeitos apenas com o nosso resultado, nós trouxemos mais quatro duplas, pra desbravar essa competição, uma dupla dangai masculino de katame no kata que conquistou a primeira colocação e a dupla feminina de katame no kata conquistou a segunda colocação. com e minha esposa e um aluno, ficaram em terceiro lugar no kime no kata . Nós viemos em cinco duplas e voltaremos com quatro medalhas para a Bahia. Estamos muito satisfeitos e não posso deixar de agradecer nunca os professores Luis Alberto e Uchida, que foram os precursores desses resultados e o apoio incondicional dos professores Ueti, Leonardo e Michelini e agradecemos o presidente Puglia que nos acolheu no Centro de Aperfeiçoamento Técnico da F.P.Judô”.

O paulista Marcos Magri Benador, campeão no M5 Médio, chamou a atenção para uma data coincidente à realização do Campeonato Brasileiro. 14 de novembro é o dia mundial do diabetes e quis prestar uma homenagem a outro paulista campeão na competição que é pai de um garoto portador da diabetes tipo 1 e que havia prometido oferecer o título a ele caso conquistasse. E Wilson Carvalho Caldeira, conhecido como Farol, Campeão do M2 meio pesado, pode oferecer o título ao seu filho. “Hoje é o dia mundial do diabetes, eu tenho um filho, o David, que é diabético do tipo 1, e hoje também foi realizado o Campeonato Brasileiro de Veteranos e eu prometi  pra ele que seria campeão para homenageá-lo e coloquei isso no nosso grupo de veteranos e alguns se solidarizaram com a minha iniciativa e também dedicaram as medalhas que ganhariam aqui para o David. Então gostaria de aproveitar para agradecer a todos que me dão força para seguir nessa batalha, que não é fácil, todo dia matando um leão para deixá-lo bem, e Deus ajudando para que isso seja possível ”, finalizou o judoca Caldeira.

A Federação Paulista de Judô realizou sorteios durante a competição de 10 kimonos aos participantes.

Clique aqui e confira os resultados individuais do Campeonato Brasileiro de Veteranos

Clique aqui e confira os resultados gerais por Estado

Clique aqui e confira os resultados do Campeonato Brasileiro de Kata

Clique aqui e confira a documentação fotográfica do  evento

Assessoria de imprensa da F.P.Judô

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fique por dentro de eventos e notícias locais das Delegacias Regionais

Nossos Parceiros

Logo Parceiros

Nossos Apoiadores

Logo Apoiadores

Nosso Instagram @fpjudo