CBJ leva presidentes de federações estaduais a reunião com ministro

Com o objetivo de dar boas-vindas ao novo ministro do Esporte, estreitar laços e tratar de temas referentes ao desenvolvimento judô nacional e estadual, a Confederação Brasileira de Judô (CBJ) levou a Brasília uma comitiva composta por dirigentes nacionais e estaduais. O encontro inédito ocorreu nesta quarta-feira (2 de maio).

Participaram da reunião com Leandro Cruz, ministro do Esporte, Sílvio Borges, presidente da CBJ; Maurício Santos, executivo da MCSports, agência de marketing da CBJ; e os presidentes de seis federações estaduais: Alessandro Panitz Puglia (SP); César Augusto Progetti Paschoal (MS); Moisés Gonzaga Penso (SC); Josmar Amaral Gonçalves (GO); Luiz Gonzaga Filho (DF); e Marcelo Ornelas da Cruz França Moreira (BA).

A pauta do encontro abordou temas como o Programa de Estruturação e Desenvolvimento dos Estados, a Lei de Incentivo ao Esporte (LIE), o Centro Pan-Americano de Judô e a Petrobras.

Avaliada por todos como bastante produtiva e positiva, a audiência com Leandro Cruz estabeleceu parâmetros e estipulou metas a serem cumpridas por gestores públicos e esportivos.

Destacando a importância da aproximação feita no encontro, Alessandro Panitiz Puglia parabenizou a iniciativa de Sílvio Borges e Maurício Santos.

Além da grande aproximação entre os Estados eo Ministério do Esporte, os dirigentes das federações tiveram a oportunidade de sensibilizar o ministro para a importância do Programa de Estruturação e Desenvolvimento dos Estados. “Demos grande ênfase à Lei de Incentivo ao Esporte e acredito que pavimentamos o caminho que nos permitirá alcançar grandes objetivos. Felicito o presidente da CBJ e o executivo da MCSports por esta importante iniciativa. Estou convencido de que o encontro com o novo ministro fortaleceu a nossa relação institucional com o Ministério do Esporte”, disse o presidente da Federação Paulista de Judô

Comprometendo-se a participar do Campeonato Brasileiro de Judô sub 21 que se realizaneste mês no CPJ de Lauro de Freitas (BA), Leandro Cruz destacou o protagonismo do Centro Pan-Americano de Judô e enfatizou que o equipamento é uma das arenas mais utilizadas do Brasil.

“Parabenizo a CBJ pela manutenção e utilização do Centro Pan-Americano de Judô. OCPJ é uma das arenas esportivas construídas para a preparação dos atletas de judô para os Jogos Olímpicos Rio 2016, e os números do equipamento impressionam, já que é uma das arenas esportivas mais utilizadas do Brasil”, disse o ministro do Esporte.

Marcelo Ornelas França pontuou que o encontro com Leandro Cruz marca um novo momento entre o governo federal e a base do esporte.

“Parabenizo o presidente da CBJ pelo convite feito aos presidentes estaduais para este encontro com o ministro Leandro Cruz. Discutimos uma pauta de interesse do judô brasileiro e a aprovação dos projetos da Lei do Incentivo ao Esporte apresentados pelas federações estaduais, e o ministro prometeu celeridade e apoio aos nossos projetos”, disse o dirigente baiano.Ele também lembrou que o ministro prometeu marcar presença nos eventos promovidos pela CBJ.

“Um dos pontos altos do encontro foi confirmar a presença de Leandro Cruz nos próximos eventos da Confederação Brasileira de Judô. Mais uma vez o judô brasileiro mostra credibilidade, força, respeito e união”, cravou o dirigente baiano.

Surpreso com o caráter pessoal do encontro, César Augusto Progetti destacou a predisposição e a cordialidade do ministro do Esporte.

“Resumo o encontro ministerial como uma ação esplêndida da CBJ, do professor Sílvio Borges e do Maurício Santos. Jamais imaginei que seríamos tão bem recebidos pelo ministro e que degustaríamos um saboroso almoço com ele. Carismático e extrovertido, Leandro Cruz fez fotos conosco, escutou nossas demandas e o mais importante: demonstrou respeito pela nossa modalidade e pediu compromisso e celeridade de sua equipe de trabalho para os pleitos apresentados por todos nós. De quebra houve o encontro inesperado com o campeão olímpico Rogério Sampaio, que coincidentemente foi ao Ministério do Esporte”, detalhou o presidente da Federação de Judô de Mato Grosso do Sul.

Josmar Amaral Gonçalves lembrou que os dirigentes que foram a Brasília representaram os presidentes das 27 federações estaduais.

“A nossa ida ao Ministério do Esporte foi um momento ímpar e parabenizo a CBJ pela iniciativa de aproximar o judô estadual da entidade que faz a gestão do esporte no País. Também faço um agradecimento público ao ministro Leandro Cruz pela boa acolhida e receptividade à nossa delegação. Eram seis presidentes que representaram os dirigentes dos 27 Estados brasileiros e o ministro se sensibilizou com a nossa iniciativa, dando de pronto parecer favorável a tudo que foi pleiteado.”

“Leandro Cruz reiterou a importância do Centro Pan-Americano de Judô e fez várias observações positivas sobre o centro de treinamento localizado na Bahia. O ministro foi receptivo aos pleitos apresentados por Maurício Santos, cobrou maior celeridade à sua equipe para nossas demandas e prometeu estudar a possibilidade de o Brasil voltar a sediar grandes eventos da Federação Internacional de Judô”, relatou o presidente da Federação Goiana de Judô

Impressionado com a receptividade de Leandro Cruz, Moisés Gonzaga Penso acredita que os resultados apareçam a partir do segundo semestre.

“Fomos a Brasília para dar ênfase aos projetos da Lei de Incentivo ao Esporte que foram protocolados junto ao Ministério do Esporte por várias federações estaduais. E minha avaliação foi bastante positiva, já que o ministro se mostrou bastante receptivo às nossas demandas. Fizemos mais um apelo no sentido de o ME nos atender por meio do Programa de Estruturação e Desenvolvimento dos Estados, pois as federações estão precisando de tatamis, placares, balanças e todo o equipamento utilizado na realização dos nossos eventos. Minha avaliação é que todos os dirigentes ficaram empolgados com a receptividade do ministro e estamos bastante esperançosos de sermos atendidos. A possibilidade de que as coisas aconteçam a partir do segundo semestre é bastante grande”, disse o presidente da Federação Catarinense de Judô.

Por: Paulo Roberto Pinto – Revista Budô

Fotos: Francisco Medeiros/ME

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fique por dentro de eventos e notícias locais das Delegacias Regionais

Nossos Parceiros

Logo Parceiros

Nossos Apoiadores

Logo Apoiadores

Nosso Instagram @fpjudo