Com 101 atletas, São Paulo arrebata 86 medalhas no brasileiro de veteranos, em Fortaleza

Com o apoio da Confederação Brasileira de Judô (CBJ), Secretaria de Esportes do Estado do Ceará e Faculdade Ateneu, a Federação Cearense de Judô (FECJU) realizou o Campeonato Brasileiro Veteranos e Kata de 2018.

A disputana moderna arena do Centro de Formação Olímpica reuniu 404 atletas nos combates do shiai e 48 na competição de kata.

A cerimônia de abertura contou com a presença de autoridades esportivas, entre as quaisJosé Caldeira Cardoso Neto, presidente da FECJU; Alessandro Panitz Puglia, presidente da FPJ;Tibério Maribondo do Nascimento, presidente da FJERN; Georgton Thomé Burjar Moura Pacheco, presidente da FEJET; Matheus Theotônio, gestor nacional de eventos; Sílvio Acácio; presidente da CBJ; Carlos Eurico da Luz Pereira, coordenador nacional de veteranos; e Rioiti Uchida, coordenador nacional de kata.

O ponto alto da cerimônia de abertura foi a nomeação dos professores kodanshas Carlos Eurico da Luz Pereira e Rioiti Uchida para os cargos de coordenadores nacionais de veteranos e kata. Com isso a classe veteranos passa a ter representantes para fazer a interlocução com a área técnica da confederação brasileira.

Tradicionalmente o campeonato brasileiro de veteranos se realiza em São Paulo, mas neste ano o formato da disputa foi alterado e obedece ao mesmo padrão das competições das demais classes. Alessandro Puglia explicou que a troca de sedes proporciona o crescimento desta classe em todas as unidades da federação.

“Na verdade, vários Estados propuseram sediar esta competição, e o professor José Caldeira Neto conseguiu trazê-la para o Ceará. Entendo que esta troca proporciona um crescimento mais homogêneo em todos os Estados. O presidente da FECJU não mediu esforços, esta arena é uma das mais modernas e completas do País e com isto o Ceará promoveu uma competição de primeiro mundo”, avaliou o dirigente paulista.

Para José Caldeira Neto esta edição do campeonato de veteranos transcorreucomo esperado.

“Havíamos projetado receber 500 judocas, e 452 atletas se inscreveram na disputa. Fizemos a competição em quatro áreas e acreditamos ter realizado o certame em tempo recorde. A arena do Centro de Formação Olímpica é uma das mais modernas do Brasil e isto agregou muita qualidade ao evento. A competição teve uma excelente dinâmica e só ouvimos elogios.”

Paulistas garantem 40% das medalhas do shiai

São Paulo desembarcou em Fortaleza com um pelotão formado por 151 judocas que competiram no shiai, mais 42 faixas pretas que disputaram medalhas no kata.

Nos combates do shiai os paulistas foram implacáveis, subindo 86 vezes ao pódio e conquistando 39 medalhas de ouro, 27 de prata e 20 de bronze.

“O resultado expressivo reflete o trabalho feito pelos veteranos de São Paulo, que treinam juntos sistematicamente. Além disso, todo o Estado se movimenta em torno das competições másteres. Na maioria são professores, e a inclusão de um número cada vez mais expressivo de atletas nesta classe acaba proporcionando um crescimento significativo para a nossa entidade. Por outro lado, eu entendo que a atuação destes judocas mantém a chama da juventude acesa dentro de cada praticante, mesmo daqueles que estão no M8 e M9. Tudo isso agrega qualidade de vida e garante muitas medalhas para São Paulo”, disse Alessandro Puglia.

Inscrevendo 57 atletas na competição de shiai, o Estado do Ceará foi vice-campeão geral conquistando 25 medalhas. Oito de ouro, quatro de prata e 13 de bronze. No kata os cearenses também ocuparam a segunda colocação geral.

Com apenas 15 judocas inscritos o Rio Grande do Sul ficou em terceiro lugar obtendo seis medalhas de ouro, duas de prata e quatro de bronze.

Paraná obtém 100% de aproveitamento

A equipe do Estado do Paraná foi ao Ceará com 10 judocas e obteve 100% de aproveitamento, conquistando 10 medalhas. Seis de ouro, uma de prata e três de bronze que asseguraram a quarta colocação geral.

A equipe da Bahia inscreveu 20 atletas na competição e garantiu a quinta colocação totalizando 11 medalhas. Quatro de ouro, três de prata e quatro de bronze.

São Paulo conquista 87% das medalhas do kata

No kata São Paulo competiu com 21 duplas e amealhou 13 medalhas, das 15 em disputa, ratificando a total supremacia na modalidade kata, onde o Ceará conquistou uma medalha de bronze e a Bahia uma de prata.

Na disputa do nage-no-kata os paulistas garantiram três medalhas: ouro, prata e bronze. Na competição de katame-no-kata São Paulo ficou com as medalhas de ouro e de prata, enquanto o bronze ficou para o Ceará. O pódio do ju-no-kata também foi 100% paulista que faturou ouro, prata e bronze. Na disputa do kime-no-kata o quadro hegemônico de repetiu, enquanto que na briga do kodokan goshin jutsu, Sâo Paulo ficou com o ouro e bronze, enquanto a Bahia garantiu a medalha de prata.

Fazendo seu balanço final da competição, o presidente da FECJU lembrou que toda a arbitragem que atuou na competiçãoera do Ceará, e externou o desejo de transformar o Estado num polo nacional do judô de veteranos.

“Nossa meta agora é realizar outras competições máster e transformar o Ceará num polo nacional desta classe. Vários Estados do Norte e Nordeste possuem atletas veteranos e de kata, qualificados, e acredito que após a realização desta competição poderemos dedicar mais atenção a estas classes. Quero aproveitar a oportunidade para agradecer a todos os árbitros que atuaram aqui e cumprimentá-los por proporcionarem disputas de altíssimo nível. Estendo este agradecimento aos mesários, auxiliares de mesa e aJosé Euler de Oliveira Barbosa, secretário do Esportes do Estado do Ceará por toda a ajuda prestada na realização do torneio. Não fosse o empenho pessoal do nosso secretário, certamente o Ceará não teria realizado este grande evento”, disse José Caldeira Neto.

Quadro de Medalhas Shiai

Estado  Ouro      Prata     Bronze

1º – SP   39           27          20
2º – CE     8            4          13
3º – RS     6            2            4
4º – PR     6            1            3
5º – BA     4             3           4

 

Por: Paulo Roberto Pinto – Revista Budô

Fotos: Nicolas Nobre – FECJU

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fique por dentro de eventos e notícias locais das Delegacias Regionais

Nossos Parceiros

Logo Parceiros

Nossos Apoiadores

Logo Apoiadores

Nosso Instagram @fpjudo