Copa São Paulo Aspirantes confirma que a alegria de lutar judô está de volta

Cerca de 1600 judocas competiram no primeiro fim de semana da Copa São Paulo 2022

Totalizando 54 pontos a Associação Kamakura de Judô, de São José dos Campos, foi a grande campeã da Copa São Paulo, conquistando oito medalhas de ouro, quatro de prata e duas de bronze

Por FPJCOM
17 de março de 2022 / São Paulo (SP)
Mais uma vez o Kiendaiko, grupo de Taiko de São Bernardo do Campo se apresentou na cerimônia de abertura do certame da FPJudô

O hajime da Copa São Paulo Aspirantes de Judô de 2022 ocorreu no fim de semana passado (12 e 13), abrindo o calendário esportivo da Federação Paulista de Judô (FPJudô). Criada em 2008, a competição deixou de se realizar nos dois últimos anos em função da pandemia. Nos tatamis vimos uma nova geração de judocas ávida para pôr em prática tudo aquilo que aprendeu antes e durante a pandemia da covid-19. Neste contexto, a classe juvenil (sub 18) foi a que mais impressionou devido à quantidade de atletas com alto nível técnico.

Autoridades durante a execução do Hino Nacional

Como sempre, a 12ª edição da Copa São Paulo Aspirante realizou-se no Ginásio Poliesportivo de São Bernardo do Campo e a cerimônia de abertura reuniu autoridades esportivas e políticas, medalhistas olímpicos, membros da diretoria da Ajinomoto do Brasil, delegados regionais, dirigentes e renomados professores kodanshas do Estado de São Paulo.

Alessandro Panitz Puglia, presidente da FPJudô

Em seu pronunciamento inicial, o professor Alessandro Panitz Puglia, presidente da FPJudô, fez um agradecimento especial ao prefeito Orlando Morando e ao secretário de esportes Alex Mognon, que mais uma vez não mediram esforços no apoio incondicional de mais uma edição da Copa São Paulo

Judocas da classe aspirante assistem a cerimônia de abertura da Copa São Paulo 2022

“Sabemos que a cidade de São Bernardo do Campo é hoje a casa do judô paulista. Fora isso, o maior e mais expressivo projeto esportivo do judô verde e amarelo está sediado na Arena Olímpica de São Bernardo, e os principais eventos da nossa entidade são realizados aqui. Somos gratos, portanto, a estes agentes públicos que reconhecem a importância socioeducativa e a contrapartida social que o judô oferece à comunidade”, disse Puglia, que também falou da emoção de voltar a ver a arena de São Bernardo repleta de judocas e seus familiares.

Alex Mognon, secretário de Esportes de São Bernardo do Campo

“Após toda a insegurança e a tristeza que vivemos nos dois últimos anos, eu estou muito emocionado e até mesmo muito feliz por podermos retomar nossa atividade esportiva. Estamos seguindo, é claro, todas as normas de segurança, mas indubitavelmente este é um momento histórico e muito marcante em nossas vidas, principalmente para vocês, jovens, que estão começando. Agradeço a confiança dos pais aqui presentes, porque eles sabem a importância do esporte, principalmente o judô, na vida de seus filhos. Sabemos que eles precisam lutar todos os dias, e a maior missão que estão cumprindo é trazer os seus filhos aqui com segurança e podendo voltar a tocar suas próprias vidas da mesma maneira que iremos fazer com a FPJudô. Em nome de todo o grupo da federação, queria agradecer aos árbitros e a todos aqueles que apoiaram incondicionalmente a nossa volta ao shiai-jo.”

A garotada mostrou muita vontade de lutar por uma vaga no pódio da competição

Um dos principais responsáveis pela ascensão no judô no município, Alex Mognon, secretário de Esportes de São Bernardo do Campo, lembrou de toda a tristeza vivida com o cancelamento da Copa São Paulo de Judô de 2020, em função da pandemia.

Rialdo Tavares, vice-presidente do Conselho Regional de Educação Física do Estado de São Paulo

“Não poderia deixar de trazer uma mensagem do prefeito Orlando Morando e de sua esposa Carla Morando, deputada estadual, que têm incentivado de forma irrestrita o judô em nossa cidade. Agradeço a eles por tudo o que está sendo feito pela comunidade do judô de São Paulo e do Brasil. Faço um agradecimento especial também ao presidente Alessandro Puglia, um grande parceiro do nosso município. Lembramos que em 16 de março de 2020 este ginásio estava sendo fechado por conta da pandemia. Dois anos se passaram e este é o terceiro fim de semana consecutivo em que temos um grande evento neste ginásio. Temos um CT que em três meses de projeto já está dando grandes resultados. Estamos fazendo os ajustes necessários, e com certeza daqui a alguns anos seremos referência nacional e internacional.”

A classe sub 18 mostrou muitos atletas talentosos

“Agradeço a todos que tenham vínculo com a história no judô paulista e se fizeram presentes hoje. É um orgulho muito grande, principalmente receber vocês, pais, por trazerem seus filhos e cumprirem os nossos protocolos de segurança. Perdemos muitos amigos nestes dois anos, foram tempos muito difíceis, mas vocês souberam manter a chama do judô acesa e essa garotada está aqui hoje para gastar energia, atingir seus sonhos de atletas e de cidadãos”, concluiu Mognon.

Carlos Honorato, medalha de prata em Sydney 2000, Yutaka Tsunoda e Takashi Eto, gerentes de departamento da Ajinomoto do Brasil e Henrique Guimarães, medalha de bronze em Atlanta 1996

Rialdo Tavares, vice-presidente do Conselho Regional de Educação Física do Estado de São Paulo, destacou a importância da parceria que hoje une a FPJudô e o CREF4/SP.

“Agradeço o convite feito pelo professor Alessandro, que foi meu parceiro de faculdade. O CREF4/SP tem a honra de ser parceiro do judô paulista e isso se deve à visão dos dirigentes de ambas as entidades. No passado tivemos muitas dificuldades e divergências quanto ao regulamento da profissão, mas conseguimos equilibrar as coisas e partir para resultados práticos e objetivos. Parabéns à cidade de São Bernardo, pois é muito bacana ver os equipamentos novamente lotados e tomados por famílias que prezam e cultivam a boa prática esportiva. Isso nos enche de felicidade e esperança, já que há poucos meses sequer sabíamos se essa retomada seria possível. Além de evento importantíssimo para a modalidade, a Copa São Paulo de Judô demonstra esperança para o futuro. Parabéns ao prefeito Orlando Morando, ao secretário Alex Mognon, ao sensei Alessandro Puglia e a todos os presentes”, disse Tavares.

Alessandro Puglia com os vice-presidentes Sérgio Lex, Solange Pessoa e Joji Kimura

Autoridades presentes

Participaram da cerimônia de abertura Alessandro Puglia, presidente da FPJudô; Rialdo Tavares, vice-presidente do CREF4/SP; Alex Mognon, secretário de Esportes e representante de Orlando Morando, prefeito de São Bernardo do Campo; Arnaldo Queiroz Pereira, secretário-geral da FPJudô; Joji Kimura, Solange Pessoa e Sérgio Lex, vice-presidentes da FPJudô; Alex Russo, coordenador de veteranos; Yutaka Tsunoda e Takashi Eto, gerentes de departamento da Ajinomoto do Brasil; Marcelo Laguna, assessor de comunicação da multinacional de alimentos; Alan Garcia, coordenador jurídico da FPJudô;  Marco Aurélio Uchida, coordenador técnico da FPJudô; Fernando Ikeda, coordenador do judô escolar da FPJudô; e os medalhistas olímpicos Carlos Honorato e Henrique Guimarães.

Completaram a mesa de honra os professores kodanshas Celestino Seiti Shira, Oscar Hatiro Ogawa, Rubens Pereira, Antônio Coimbra, Tadeu Uehara, Sérgio Baldijão, Leandro Alves, Teresinha Shinohara (representando sua família), Cléber do Carmo, Antônio Carlos Mesquita, Hissato Yamamoto, Milton Correa, Vânia Ishii, Alberto Bittencourt e Valmir Terumi Shiraga.

Hissato Yamamoto, Sérgio Baldijão e Arnaldo Queiroz

Associação Kamakura de Judô, a grande campeã

Nos tatamis, a Associação Kamakura de Judô, de São José dos Campos (SP), comandada pelo sensei Flávio Nunes, foi a grande campeã da Copa São Paulo de Judô Aspirantes, totalizando 54 pontos e conquistando oito medalhas de ouro, quatro de prata e duas de bronze.

A escola de judô ADPM Projeto Olhar Futuro Judô, do Jardim São Judas Tadeu de São José dos Campos (SP), comandada pelo sensei Jeferson Luiz dos Santos, sagrou-se vice-campeã, totalizando 52 pontos, com sete medalhas de ouro, quatro de prata e cinco de bronze.

Kendy Yamamoto, Carlos Honorato e Teresinha Shinohara

Em terceiro lugar figura outra tradicional escola de judô do Estado de São Paulo, a Associação de Judô Praia Grande, comandada pela renomada professora Danuza Shira. Totalizando 29 pontos, com três ouros, quatro pratas e dois bronzes, a escola da Baixada Santista manteve seu nome inscrito entre as principais equipes do judô paulista,

Acesse os resultados completos da Copa São Paulo de Judô Aspirante 2022 clicando AQUI.

Alessandro Panitz Puglia, Rialdo Tavares e Arnaldo Queiroz

Carlos Honorato, Yutaka Tsunoda, Alessandro Puglia, Takashi Eto, Henrique Guimarães e Rialdo Tavares

Paulo Pinto, assessor de comunicação da FPJudô com os professores kodanshas Celestino Seiti Shira e Hissato Yamamoto

Árbitros que atuaram na Copa São Paulo Aspirantes 2022

A FPJudô premiou as dez primeiras equipes com troféus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fique por dentro de eventos e notícias locais das Delegacias Regionais

Nossos Parceiros

Logo Parceiros

Nossos Apoiadores

Logo Apoiadores

Nosso Instagram @fpjudo