Em ação inédita, Ajinomoto, IKB e FPJudô iniciam doação de judogis para crianças de São Paulo

Após a parada das férias de julho, neste fim de semana a Federação Paulista de Judô (FPJudô) retomou os eventos de seu calendário realizando etapas do Campeonato Paulista Aspirante Regional em várias delegacias regionais.

O ponto alto dos certames foi o início da entrega dos judogis ofertados pela Ajinomoto do Brasil e instituto Kodokan. Ação inédita criada pelos professores kodanshas Shuhei Okano e Takanori Sekinecontemplará centenas de crianças do Estado que praticam judô sob orientação de professores federados.

Os judogis foram entregues durante as cerimônias de abertura do Campeonato Paulista Aspirante sub 15, sub 18 e adulto, realizado pela 10ª DRJ Central,15ª DRJ Grande Campinas e 12ª DRJ Mogiana, em Mogi das Cruzes,Louveira e Taquaritinga, respectivamente.

Detalhando o projeto

Alessandro Panitz Puglia, presidente da FPJudô, explicou os detalhes de um projeto que, acima de tudo,busca fomentar a inclusão de maior número de praticantes mediante a doação de material esportivo.

“Por meio do projeto elaborado pelo Instituto Kodokan do Brasil e desenvolvido pela Ajinomoto do Brasil em parceria com a FPJudô, estamos disponibilizando 12 judogis para cada uma das nossas delegacias regionais, ou seja, 12 crianças de cada delegacia regional receberão judogis doados pela Ajinomoto do Brasil. Nosso principal objetivo é atender crianças que demandam maior cuidado”, disse o dirigente, lembrando que os professores contemplados precisam ser federados.

“O judoca não precisa estar inscrito na Federação Paulista de Judô. Basta apenas fazer parte de um projeto social privado ou de alguma prefeitura, desde que o professor esteja federado em alguma de nossas 16 delegacias regionais”, informou o presidente da FPJudô.

Fazendo uma leitura mais ampla da parceria estabelecida com a Ajinomoto do Brasil, Francisco de Carvalho destacou a importância de as entidades esportivas buscarem apoio na iniciativa privada.

“Recentemente estabelecemos uma parceria com a Ajinomoto do Brasil, subsidiária da multinacional japonesa com sede em Tóquio, líder mundial na produção de aminoácidosque atua em diversos segmentos da indústria alimentícia. Já desenvolvemos várias iniciativas com apoio dos executivos da multinacional japonesa, que compreendem a importância do esporte parapromover desenvolvimento social, mas esta ação possui maior apelo por enfocar aqueles que mais precisam de apoio”, disse o professor Francisco, que prevê maior número de crianças atendidas em 2020.

“Entendo que com esta ação demos o primeiro passo para realizar uma importante ação social neste ano, masestou certo de que no próximo ano um número muito maior de crianças será atendido”, disseo dirigente da FPJudô.Ele lembrou ainda que, além de terem a necessidade, as crianças incluídas nesta iniciativa devem ter mérito para receber a premiação de uma empresa que está acreditando no judô de São Paulo.

“Este é um projeto de mão dupla, com metas específicas e importantes para ambos os lados. É precisocumprir todos os objetivos para o quais foi criado”, pontuou o dirigente, destacando o exemplo deixado aos jovens praticantes.

“Este projeto promove o desenvolvimento humano por meio de um dos principais pilares filosóficos do judô: o jita-kyoei, o princípio da prosperidade e benefícios mútuos, utilizando o conceito de responsabilidade social com o apoio da iniciativa privada. Se quisermos realmente viver em um País melhor, temos de fazer por onde e dar exemplo”, concluiu o professor Francisco.

Mogi das Cruzes

Leandro Tomé Correa,delegado da 10ª DRJ, considerade extrema relevância esta ação inédita, por contemplar os judocas mais necessitados.

“Por meio de uma ação de cunho social e com apoio da Federação Paulista de Judô, a Ajinomoto do Brasil e o Instituto Kodokan do Brasil estão beneficiando judocas matriculados em projetos sociais de todo o Estado. Gostaria de parabenizar a diretoria da Ajinomoto e do IKB por contemplarem crianças e jovens que buscam um novo caminho por meio do judô”, disse o delegado da 10ª DRJ Central.

Participaram da cerimônia de abertura da competição em Mogi das Cruzes Francisco de Carvalho Filho, presidente de honra da FPJudô; Leandro Tomé Correa, delegado regional da 10ª DRJ; Felipe Coutinho, representante do SESI Mogi das Cruzes; Marco Uchida, coordenador dos oficiais técnicos da FPJudô; Mário Manzatti, supervisor geral da FPJudô; Luís Cláudio de Andrade Assis, tesoureiro da 10ª DRJ; Cláudio Diniz Aragão, coordenador técnico adjunto da 10ª DRJ; Leandro da Costa, coordenador de arbitragem da 10ª DRJ;Flávio Chapela, coordenador de arbitragem adjunto da 10ª DRJ; Rafael Amaro, coordenador dos oficiais técnicos da 10ª DRJ; Yoshiyuki Shimotsu, professor kodansha 8º dan; e os representantes de todas as associações que participaram da competição.

Louveira

Na cerimônia de abertura do Campeonato Paulista Aspirante sub 15, sub 18 e adulto em Louveira,a 15ª DRJ Grande Campinas também houve entrega de judogis para as crianças atendidas em projetos.

Celso de Almeida Leite,delegado da 15ª DRJ Grande Campinas, enfatizou a importância de projetos que atendam crianças e jovens menos favorecidos.

“Acho que a iniciativa da Ajinomoto do Brasil e do Instituto Kodokan é importantíssima porque premia as crianças que apresentam um retrospecto vencedor nos tatamis, mas encontram dificuldade para seguir adiante. Penso que devemos aproveitar este gancho e implementar mais iniciativas como esta”, afirmou o delegado.

Participaram da cerimônia de abertura em Louveira, Alessandro Puglia, presidente da FPJudô; Takanori Sekine, presidente do Instituto Kodokan do Brasil (IKB); Shimpei Ashina, representando a Ajinomoto do Brasil;Celso de Almeida Leite, delegado da 15º DRJ; e os professores kodanshas Hatiro Ogawa, Odair Borges, Antônio da Silva, Masatoshi Shiroma, Mercival Daminelli e Edson Catarino.

Taquaritinga

Em Taquaritinga,o professor kodansha Cléber do Carmo, delegado da 12ª DRJ Mogiana, enfatizou o estímulo que a iniciativa da Ajinomoto do Brasil oferece aos jovens praticantes. Ele falou durante a cerimônia de abertura do Campeonato Paulista Aspirante sub 15, sub 18 e adulto, quando foram distribuídos os judogis às crianças atendidas no projeto.

“Todos sabem a importância de iniciativas como esta, mas poucos conseguem calcular o estimulo que os jovens praticantes recebem ao serem contemplados ou por verem seus colegas mais necessitados recebendo ajudas como esta”, avaliou o delegado da 12ª DRJ Mogiana.

Participaram da cerimônia de abertura o professor kodansha Cléber do Carmo, delegado regional da 12ª DRJ Mogiana; Vanderlei José Mársico, prefeito de Taquaritinga; Mirão Basso, secretário de Esportes e Lazer de Taquaritinga; Betto Girotto, presidente da Câmara Municipal de Taquaritinga;André Vieira,diretor de Esportes de Taquaritinga;Chico Gaboso, diretor da secretaria daCultura de Taquaritinga; Paulo Fonseca, diretor da FPK; Denis Machado, vereador de Taquaritinga pelo MDB; Patrícia Mársico,coordenadora do Fundo Social; Gilson de Vito, coordenador de árbitros da 12ª DRJ; e Terêncio Neto, coordenador técnico da 12ª DRJ.

Por: Paulo Pinto
Fotos Budopress e Arquivo/FPJudô

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fique por dentro de eventos e notícias locais das Delegacias Regionais

Nossos Parceiros

Logo Parceiros

Nossos Apoiadores

Logo Apoiadores

Nosso Instagram @fpjudo