ICI é campeão absoluto da Copa São Paulo de Judô Veteranos 2022 com 19 medalhas

A primeira competição do judô veterano paulista da temporada reuniu em São Bernardo do Campo 428 judocas © FPJCOM

Primeira disputa promovida pela FPJudô pós-pandemia reuniu 428 judocas de 11 Estados e um da Jamaica

Por FPJCOM
18 de março de 2022 / São Paulo (SP)
Autoridades durante a execução do Hino Nacional © FPJCOM

Após dois anos de paralisação devido às restrições sanitárias causadas pela covid-19, realizaram-se no fim de semana passado (12 e 13) a Copa São Paulo Aspirantes de Judô, a Copa São Paulo de Judô Veteranos e a Copa São Paulo de Kata. As competições, instituídas em 2008, formam hoje o maior torneio de judô das Américas e abriram o calendário esportivo da Federação Paulista de Judô (FPJudô) de 2022.

Judocas de 11 Estados abrilhantaram a competição © FPJCOM

Apesar de todas as restrições sofridas nos dois últimos anos, grandes expoentes da classe veteranos brilharam ao lado de muitos estreantes da categoria. Campeões mundiais e continentais másteres mostraram aos novatos que estavam determinados e focados na vitória, tentando recuperar o tempo perdido.

Professor Alessandro Panitz Puglia, presidente da FPJudô © FPJCOM

A primeira competição do judô veterano paulista da temporada reuniu em São Bernardo do Campo 428 judocas de 123 associações do Paraná, Santa Catarina, Rio de Janeiro, Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, São Paulo e Jamaica

A Copa São Paulo é um marco na retomada da modalidade e marca o início de uma nova era na gestão da Federação Paulista de Judô © FPJCOM

Glamour da classe veteranos

A classe veteranos é a que mais expressa o sentimento do fair play (jogo justo) e da cordialidade. Nela, judocas e técnicos se dirigem ao adversário com cordialidade e respeito. É normal vermos atletas se desculpando após arremessarem seu oponente de ippon e ajudá-lo a ficar em pé, após a queda. Mas esta cordialidade não impede que ambos persigam o objetivo final que é o ippon, e foi isso que vimos na 12ª edição da Copa São Paulo Veteranos. No domingo (13) houve literalmente uma chuva de ippons no Ginásio Poliesportivo de São Bernardo do Campo.

Nelson Leme da Silva Junior, presidente do Conselho Regional de Educação Física da 4ª Região © FPJCOM

A cerimônia de abertura reuniu autoridades esportivas e políticas, medalhistas olímpicos, dirigentes do CREF4/SP, delegados regionais, dirigentes e renomados professores kodanshas do Estado de São Paulo.

Principais nomes da classe veteranos marcaram presença na competição © FPJCOM

O pronunciamento inicial foi realizado pelo professor Alessandro Panitz Puglia, presidente da FPJudô, que após cumprimentar as autoridades deu boas-vindas a todos os atletas e clubes que abrilhantaram a competição.

Alan Garcia, Alessandro Puglia e Tiago Camilo © FPJCOM

“Sejam bem-vindos atletas e membros de comissões técnicas de São Paulo e de todo o Brasil. Após dois anos distantes do shiai-jô, é com muita satisfação e alegria que voltamos a realizar um evento para a categoria veteranos. Sem dúvida alguma esta é uma competição diferenciada e muito esperada por todos nós. Em nome de nossa diretoria faço um agradecimento especial aos representantes dos 11 Estados que não mediram esforços para estar aqui: Santa Catarina, Rio de Janeiro, Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Maranhão, Ceará, Bahia, Amapá e Amazonas, além de um judoca da Jamaica, que nos veio prestigiar também. Sintam como se a Federação Paulista de Judô fosse a segunda casa de vocês; tenho muito orgulho de recebê-los”, disse Alessandro Puglia.

No domingo (13) houve uma chuva de ippons no Ginásio Poliesportivo de São Bernardo do Campo © FPJCOM

“A Copa São Paulo de Judô é um marco nesta retomada, mas ela marca também o início de um novo trabalho e de uma nova era na gestão da Federação Paulista de Judô”, prosseguiu o dirigente. “Afirmo a vocês que ninguém faz nada sozinho. A federação paulista é a somatória de um trabalho conjunto realizado por professores e profissionais competentes que objetivam o melhor para o judô paulista. Fazer a gestão é igual a uma competição, não tem como acontecer uma luta sem alguém do outro lado. Neste contexto lembro que todos nós estamos juntos na administração da entidade, e este trabalho deve ser realizado em clima de cordialidade e sem animosidade. Desejo sucesso a todos, que vocês se divirtam hoje, lutem com muito amor e respeitando sempre seus adversários.”

Fábio Saba e Nelson Leme © FPJCOM

Para Nelson Leme da Silva Junior (CREF 000200-G/SP), presidente do Conselho Regional de Educação Física da 4ª Região (CREF4/SP) e faixa preta san-dan, a realização da Copa São Paulo de Judô, maior evento da modalidade das Américas, constituiu‐se no que se pode classificar como nascedouro de gerações futuras e a reafirmação do trabalho desenvolvido pelas principais equipes de judô do Brasil para esta temporada.

A coordenação técnica da FPJudô comemorou o número de inscritos no certame que marcou a volta da classe veteranos ao shiai-jo © FPJCOM

“Contudo, a 12ª edição que se realiza neste ano simboliza a retomada do judô e das nossas próprias vidas neste momento pós-pandêmico. Como parceiro institucional da Federação Paulista de Judô, o Conselho Regional de Educação Física da 4ª Região (CREF4/SP) se une a cada atleta, árbitro, técnico e dirigente que, direta ou indiretamente, participou do processo de retomada da vida e do esporte no Brasil e presta homenagem especial a todos os professores que, lutando contra todas as adversidades, forjam talentos para os tatamis e formam mulheres e homens melhores para o nosso País”, afirmou.

Além de judoca peso pesado da classe M5, João Carlos Felipe da Secretaria Municipal de Esportes de Amparo é artesão e presenteou Alessandro Puglia com um belíssimo Kamidana © FPJCOM

O dirigente finalizou endossando as palavras do presidente da FPJudô. “Quero ratificar as palavras do sensei Puglia, pois entendo que é sim muito importante o que está acontecendo aqui hoje. Estamos retomando uma posição de competição com centenas de atletas após muito tempo isolados e distantes daquilo que nos motiva a seguir adiante. Faço uma reflexão, de que esse momento seja inspirador e que avaliemos melhor o significado de uma pandemia como essa que vivemos e passemos a valorizar aquilo que possuímos e nos cuidemos mais.”

Este ano a classe veteranos paulista tem ainda a disputa do Campeonato Paulista e o Beneméritos do Brasil © FPJCOM

Autoridades presentes

Participaram da cerimônia de abertura Alessandro Panitz Puglia, presidente da FPJudô; Nelson Leme da Silva Junior, presidente do CREF4/SP; Joji Kimura, Solange Pessoa e Sérgio Lex, vice-presidentes da FPJudô; Marilaine Ferrante, coordenadora adjunta de arbitragem da FPJudô; Alex Russo, coordenador de veteranos; Alan Camilo Cararetti Garcia, coordenador jurídico da FPJudô; Marco Aurélio Uchida, coordenador técnico da FPJudô; Fernando Ikeda, coordenador do judô escolar da FPJudô; Adib Bittar Júnior, coordenador financeiro da FPJudô; e o medalhista olímpico Tiago Camilo.

Alessandro Puglia, Nelson Leme e o medalhista olímpico Tiago Camilo © FPJCOM

Completaram a mesa de honra os professores kodanshas, dirigentes e delegados regionais Celestino Seiti Shira, Oscar Hatiro Ogawa, Tadeu Uehara, Takeshi Nitsuma, Leandro Alves Pereira, Hissato Yamamoto, Valmir Terumi Shiraga, Ivo Vieira Nascimento, Antônio Honorato de Jesus, Antônio Roberto Coimbra, Luís Alberto dos Santos, Rioiti Uchida, Kiichi Watanabe, Fábio Nora, Edison Barbosa, Fábio de Almeida Feltrin e André Luiz Cipriani.

ICI o grande campeão

Comandados pelo professor Bahjet Rached Kassem, peso leve do M4, os judocas do Instituto Camaradas Incansáveis de São Paulo sagraram-se campeões absolutos da Copa São Paulo de Judô Veteranos 2022 fazendo excelente campanha.

Árbitros que atuaram na competição © FPJCOM

Campeão da Copa São Paulo em 2016, o ICI totalizou 59 pontos e conquistou 19 vagas no pódio. Os judocas da equipe da Pompeia, Zona Oeste da capital paulista, disputaram 13 finais, assegurando sete medalhas de ouro, seis de prata e seis de bronze.

Alessandro Puglia faz entrega do troféu de campeão a Cristian Cesário do Instituto Camaradas Incansáveis © FPJCOM

Comandados pelo experiente professor kodansha hachi-dan (8º dan) Massanori Yanagimori, os judocas do Esporte Clube Yanagimori, de Osasco, foram vice-campeões, totalizando 36 pontos. Disputando nove finais, uma das equipes de judô mais tradicionais do Estado de São Paulo conquistou quatro medalhas de ouro, cinco de prata e uma de bronze.

Alessandro Puglia e Solange Pessoa fizeram a entrega dos troféus às cinco equipes classificadas © FPJCOM

A terceira colocada é uma das mais consagradas equipes do judô veteranos do Brasil, o São Paulo Futebol Cube, comandada pelo renomado professor André Luiz Cipriani. Tricampeã da Copa São Paulo em 2017, 2018 e 2019, a equipe do Morumbi totalizou 33 pontos e disputou sete finais, assegurando cinco medalhas de ouro, duas de prata e duas de bronze.

Toda a família foi a São Bernardo para ver o papai lutar © FPJCOM

Acesse os resultados completos da Copa São Paulo de Judô Veteranos 2022 clicando AQUI.

A Copa São Paulo de Judô continua neste fim de semana com disputas do sub 15, sub 18, sub 21e sênior da divisão especial e o sub 13 da classe aspirante.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fique por dentro de eventos e notícias locais das Delegacias Regionais

Nossos Parceiros

Logo Parceiros

Nossos Apoiadores

Logo Apoiadores

Nosso Instagram @fpjudo