Judocas paulistas embarcam nesta terça-feira com a seleção brasileira para o Pan-americano de Edmonton

Judocas paulistas embarcam nesta terça-feira com a seleção brasileira para o Pan-americano de Edmonton

A seleção brasileira de judô embarca na noite desta terça-feira para a disputa do Campeonato Pan-americano da modalidade, que será disputado na cidade canadense de Edmonton entre os dias 24 e 26 de abril. Para esta competição foram convocados 18 atletas, os nove do masculino e do feminino melhores colocados no ranking mundial.

De acordo com a programação do campeonato os brasileiros conhecerão seus primeiros adversários na quinta-feira, 23, quando será realizado o sorteio das chaves. No dia seguinte, 11 brasileiros entram no tatame em busca de medalhas: Victor Penalber (81kg), Tiago Camilo (90kg) – SP, Luciano Corrêa (100kg), David Moura (+100kg) e Rafael Silva (+100kg) – SP, no masculino, além de Ketleyn Quadros (63kg), Mariana Silva (63kg), Barbara Timo (70kg), Maria Portela (70kg), Mayra Aguiar (78kg) e Rochele Nunes (+78kg), no feminino.

No sábado, é a vez dos judocas das categorias mais leves, com Sarah Menezes (48kg), Érika Miranda (52kg) e Rafaela Silva (57kg, no feminino, e Felipe Kitadai (60kg), Eric Takabatake (60kg) – SP, Charles Chibana (66kg) – SP e Alex Pombo (73kg), no masculino. A competição por equipes encerra o Campeonato no domingo.

Apesar do forte time, que conta com seis medalhistas olímpicos e quatro campeões mundiais, os brasileiros sabem que a tarefa não será nada fácil. Técnica da equipe feminina, Rosicléia Campos destaca a força das adversárias em algumas categorias e ressalta o caráter psicológico da competição.

“O Campeonato Pan-americano é uma disputa difícil para a nossa equipe. Por exemplo, no 48kg tem a argentina (Paula Pareto), que é medalhista olímpica, no 57kg tem a Marti Malloy (EUA) que é forte também, no 70kg tem a colombiana (Yuri Alvear) que é tricampeã mundial, no 78kg, a Kayla Harrison (EUA), campeã olímpica e mundial e no +78kg a cubana (Idalys Ortiz), também campeã olímpica e mundial”, explica a técnica. “Mas, nossa equipe está preparada, nós trabalhamos muito em cima das potencialidades das nossas atletas, porque a Pan-América tem um estilo difícil que mexe muito com o psicológico”, conclui.

Em 2014, no Pan de Guayaquil, no Equador, o Brasil voltou com o título geral da competição graças a conquista de 16 medalhas (sete de ouro, quatro de prata e cinco de bronze). O evento no Canadá é o último compromisso do mês para a seleção brasileira, que volta a competir no início de maio, de 1 a 3, no Grand Prix de Zagreb, na Croácia.

A dupla de Nague no Kata paulista Wagner Tadashi Uchida e Paulo Roberto Alves Ferreira foram convocados pela Confederação Brasileira de Judô para defender o Brasil no Campeonato Panamericano de Nague no Kata que também ocorrerá na Cidade de Edmonton.

Com informações da Assessoria de Imprensa da CBJ

Assessoria de Imprensa da F.P.Judô

ChibanaDesafioInternacional_1

Baby01

TiagoCamilo2014

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fique por dentro de eventos e notícias locais das Delegacias Regionais

Nossos Parceiros

Logo Parceiros

Nossos Apoiadores

Logo Apoiadores

Nosso Instagram @fpjudo