Paulistas conquistam medalhas no Mundial Sub 18

Paulistas conquistam medalhas no Mundial Sub 18

O Brasil fechou bem sua participação no Campeonato Mundial Sub 18 2015, conquistando quatro medalhas em Sarajevo-Bósnia e Herzegovina.

Quatro paulistas conquistaram duas medalhas de prata e duas medalhas de bronze. Foram quatro dias de competição e quatro dias de pódio, além de três quintos e três sétimos lugares. As medalhas foram conquistadas por Jéssica Carvalho do São João Tênis Clube/APAJA, medalha de bronze, Michael Marcelino do Sesi-SP, medalha de prata, Igor Morishigue do Sesi-SP, medalha de prata e Beatriz Souza do E.C.Pinheiros, medalha de bronze.
A competição começou no dia 05/08, quarta-feira. Dos seis brasileiros que lutaram, três chegaram à disputa por medalhas, todos brigando pelo bronze.

Mas, foi Jéssica Silva (44kg) quem subiu ao pódio. Ela se recuperou de uma derrota por yuko nas quartas-de-final para a francesa Shirine Boukli, passou com um wazari por Laura Martinez (ESP) e conseguiu um belo ippon na decisão do bronze contra Iuliia Ogarkova (RUS), garantindo a primeira medalha do Brasil na competição.

“Todo o esforço que eu fiz antes de chegar aqui, a dificuldade para manter o peso, os treinos pesados, tudo isso me inspirou antes de entrar no tatame nessa decisão”, disse a peso-ligeiro medalhista do dia. “Foi uma felicidade imensa conquistar essa medalha. É uma coisa muito nova para mim e fiquei satisfeita com meu desempenho.”

Além dela, Renan Torres (Sesi-SP – 55kg) chegou perto da medalha, mas foi superado por Tofig Mammadov (AZE) na semifinal. Na disputa pelo bronze, ele encarou o georgiano Vano Khubashvili que, com dois wazaris conquistou o terceiro lugar e deixou o brasileiro em quinto lugar.

Mesmo resultado de João Paulo Correia (Mercadante – SP – 50kg), que também lutou pelo terceiro lugar. Depois de uma ótima campanha com três vitórias por ippon, ele enfrentou Narmandakh Bayanmunkh (MGL) na decisão do bronze, fez luta dura, mas o mongol conseguiu um wazari a três segundos do fim, deixando o brasileiro com o quinto lugar.

Dos outros atletas em ação naquela quarta-feira, Mike Pinheiro (São João Tênis Clube/APAJA – SP – 50kg) e Bruno Watanabe (São João Tênis Clube/APAJA – SP 55kg) chegaram à repescagem, mas terminaram em sétimo e Bianca Rosa (40kg) foi derrotada na primeira luta.
Na quinta-feira, dia 05/08, segundo dia de competição, em dia inspirado, Michael Marcelino do Sesi-SP chegou à decisão contra o japonês Genki Koga depois de luta dura contra o georgiano Robinzon Beglarashvili decidida na diferença de punições, já que ambos haviam pontuado com um yuko cada, mas o brasileiro teve um shido contra dois. Antes disso, ele havia vencido Reda Seddouki (FRA), Luukas Saha (FIN) e Akhmed Bogatyrev para avançar à semi. Na final, em confronto equilibrado contra Koga (JPN), filho do campeão olímpico e tri mundial Toshihiko Koga, Marcelino sofreu duas punições contra apenas uma do japonês, não conseguiu pontuar e conquistou a medalha de prata.

“Quando eu vi que estava acabando o tempo eu pensei que podia ainda, que ia dar certo”, descreve Marcelino sobre seu momento de maior dificuldade na luta. “Fiquei triste por ter perdido, mas eu sou agora o segundo melhor do mundo. Aprendi bastante nessa competição. Eu tinha uma dificuldade de lutar contra canhotos e hoje a maioria das pessoas contra as quais eu lutei eram canhotos e eu consegui ir bem”, ressalta.

O Brasil ainda teve um sétimo lugar com Gabriela Clemente, que foi superada na repescagem por ippon para Nadezda Petrovic (SRB).

Outros dois judocas começaram bem com vitórias na primeira fase, mas não passaram das oitavas. Depois de vencer o holandês Joris Boes com dois yukos e um wazari, Jeferson Santos Jr (ADPM Fábrica de Campeões – SP – 66kg) não passou por Zhankozha Marat (KAZ) que, com um yuko avançou às quartas-de-final. Franciele Terenzi (AEJAR Santana de Pedreira – SP – 52kg), que havia vencido sua primeira luta contra Nina Linne (ESP), se despediu da competição também nas oitavas depois do ippon de Aiida Karchayeva (KAZ). E o meio-leve Haniel Simas (São João Tênis Clube/APAJA – SP – 60kg) também entrou no tatame de Sarajevo na quinta-feira, 06, mas foi superado pelo ippon de Amit Bobovich (ISR) logo na estreia.

No terceiro dia, sexta-feira, 07/08 o Brasil sobe ao pódio novamente. Dois, dos cinco atletas em ação chegaram à disputa por medalhas. Igor Morishigue (Sesi-SP – 81kg) conquistou a prata em final contra o alemão Falk Petersilka e Vitória Andrade (57kg) ficou em quinto lugar.

Morishigue começou bem, vencendo com autoridade Danilo Todorovic (MNE) por ippon. Em seguida, conseguiu uma virada com um wazari depois de estar perdendo por dois yukos para Beibit Madeyev (KAZ) e avançou às quartas, onde levou Apor Toth (HUN) a sofrer um shido, conseguindo, assim, alcançar a semifinal. Nesta fase, enfrentou o bósnio Toni Miletic e a torcida da casa. Inteligente na estratégia, o brasileiro controlou o combate, fez Miletic sofrer três punições e foi à final contra o alemão Falk Petersilka. Na final, o brasileiro teve um combate duríssimo, fez o adversário sofrer uma punição, mas levou duas na sequência e ficou com o segundo lugar.

“Na hora, eu fiquei chateado. Preciso ficar feliz pelo pódio, mas não totalmente satisfeito”, refletiu o brasileiro ao final da competição. “É uma honra colocar o Brasil num pódio mundial, representando também meu clube, minha família, meus amigos. Além disso, minha agressividade, meu judô e minha vontade aumentaram muito depois desse mundial.”

O feminino também esteve forte e teve uma representante entre os finalistas. Vitória Andrade (57kg) passou por Shohida Qalandarova (TJK), Amra Fejzula (MKD), mas por um yuko, caiu nas quartas-de-final contra a finlandesa Emilia Kanerva (FIN). A brasileira recuperou-se na repescagem, vencendo verdadeira batalha contra Mariam Tchanturia (GEO). Vitória perdia na diferença de punições (2 – 1), conseguiu empatar e levar a disputa para o Golden Score, onde encaixou um golpe e jogou a adversária pontuando com um yuko. Com a mesma pontuação, ela se manteve à frente de Anna Dabrowska (POL) na disputa pelo bronze, mas sofreu o ippon a poucos segundos do fim, terminando a competição em quinto lugar.

Samara Contarini (63kg), Luanh Saboya (73kg) e Ketelyn Nascimento (57kg) estrearam com vitórias, mas não passaram das oitavas.
No último dia de competição, Beatriz Souza (E.C.Pinheiros – SP +70kg) conquistou o bronze e colocou o país no pódio pelo quarto dia consecutivo, fechando o saldo de medalhas em duas pratas, dois bronzes, além de três quintos e três sétimos lugares.

Apesar da derrota nas quartas-de-final para a alemã Maxime Brausewetter por ippon, Bia venceu com propriedade as outras três lutas, todas por ipppon. Nas oitavas ela derrotou Sophio Somkhishvili (GEO) e na repescagem foi muito superior à tcheca Marketa Paulusova, líder da categoria no ranking mundial. Na decisão pela medalha, a brasileira teve outra alemã pelo caminho, mas dessa vez não vacilou e jogou a adversária por ippon para garantir o pódio.

“Sempre foi meu sonho, desde criança, ser medalhista em um mundial. Desde o ano passado eu mudei muito minha cabeça por conta do meu rendimento nos campeonatos aqui na Europa, principalmente. Eu sempre penso na minha família, que é minha base e que sempre me motiva. Mesmo de longe, sem ouvir nenhuma palavra, eu sinto os pensamentos positivos deles e eu dedico essa medalha a eles”.

Além da peso-pesado, outros três judocas lutaram no último dia de competições individuais, mas não passaram das oitavas. João Paulo Gonçalves (+90kg) foi derrotado por ippon em seu primeiro combate contra o grego Dimitrios Tsoumitas, assim como Pâmella Palma (ADC São Caetano – SP 70kg), que foi imobilizada pela holandesa Margit de Voogd também em sua primeira luta. Bruna Silva venceu na estreia, ainda na primeira fase, a ucraniana Kateryna Skora por wazari, mas caiu nas oitavas para Jovana Pekovic (MNE), número quatro do mundo que acabou conquistando o bronze.

A F.P.Judô congratula todos os representantes do Brasil neste Campeonato Mundial Sub 18.

Com Informações da Assessoria de Imprensa da CBJ
Assessoria de Imprensa da F.P.Judô

MundialSub18_Jessica MundialSub18_Michael MundialSub18_Bia MundialSub18_Igor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fique por dentro de eventos e notícias locais das Delegacias Regionais

Nossos Parceiros

Logo Parceiros

Nossos Apoiadores

Logo Apoiadores

Nosso Instagram @fpjudo