Paulistas participam do II Encontro de Kodanshas na Bahia

O II Encontro Nacional de Kodanshas promovido pela CBJ reuniu na tarde desta sexta-feira, 24, cerca de 200 professores dos mais graduados de todo o Brasil no Centro Pan-Americano de Judô, em Lauro de Freitas, na Bahia. Os participantes foram recebidos pelo presidente da CBJ, Silvio Acácio Borges, que abriu o evento dando as boas vindas a todos e aproveitou a ocasião para entregar certificados e faixas a alguns dos professores promovidos recentemente.

A programação desta sexta contou com apresentação do gestor executivo da CBJ, Robnelson Ferreira, que explicou o funcionamento e os objetivos de cada departamento de gestão da Confederação.

Em seguida, Aurélio Miguel, Rogério Sampaio, Douglas Vieira e Walter Carmona, quatro lendas do judô mundial que, juntos, somam cinco medalhas olímpicas, subiram ao palco e protagonizaram um debate mediado pelo apresentador da TV Aratu, Matheus Carvalho, sobre temas atuais do judô. Em conversa descontraída, os quatro opinaram sobre a preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, a formação de novos atletas nas categorias de base, as mudanças nas regras de arbitragem, além, é claro, da filosofia e dos valores do mestre Jigoro Kano, como disciplina, solidariedade, humildade e respeito.

Na sequência do debate, o diretor de arbitragem da Confederação Pan-Americana de Judô e convidado especial do evento, o argentino Ovídio Garnero, teve espaço para explicar aos árbitros presentes o processo de atualização da classificação da arbitragem mundial implementada pela FIJ. No sábado, 25, ele ministrou o Seminário Teórico e Prático aos árbitros brasileiros aspirantes à FIJ que foram promovidos a FIJ C.

Finalizando a noite, o sensei Yoshihiro Okano, kodansha 9º Dan, deu uma aula sobre história do judô, aspectos da cultura japonesa e sobre a relação da progressão de graus na formação do Kodansha no judô.

AURÉLIO MIGUEL: “Acho importante a Confederação Brasileira de Judô realizar pelo segundo ano consecutivo o Encontro Nacional de Kodanshas do Brasil. Para debater vários aspectos do judô isso é fundamental, porque os professores, os kodanshas são os que formarão os nossos futuros judocas. O que pudermos melhorar nos aspectos da educação no judô sempre vai ser muito positivo.”

ROGÉRIO SAMPAIO: “Esse evento é fundamental para o desenvolvimento do judô brasileiro. Evento organizado pela CBJ que tem por objetivo trazer pessoas com uma vivência muito grande no ensino do judô. Vamos discutir, debater os novos rumos do judô para que ele possa continuar conquistando títulos e com seu compromisso de desenvolvimento educacional.”

Confira, em ordem alfabética os kodanshas paulistas que participaram do II Encontro Nacional dos Kodanshas, por ordem alfabética:

Ademir Raimundo Machado – 6º dan
Alessandro Panitz Puglia – 7º dan
Aurélio Miguel – 6º dan
Celestino Seiti Shira – 8º dan
Dante Kanayama – 8º dan
Douglas Eduardo de Brito Vieira – 6º dan
Edison Koshi Minakawa – 7º dan
Harley Barbosa Gonçalves do Amaral – 6º dan
José Gomes de Medeiros – 7º dan
Maurílio Cesário – 6º dan
Michiharu Sogabe – 9º dan
Paulo Ferraz Alvim Muhlfarth – 6º dan
Rioiti Uchida – 7º dan
Rodrigo Guimarães Motta – 6º dan
Rogério Sampaio – 6º dan
Silvio Tardelli Uehara – 6º dan
Solange de Almeida Pessoa Vincki – 7º dan
Tomio Takayama – 6º dan

Clique aqui  e assista à mesa-redonda dos medalhistas olímpicos.

Com informações da Assessoria de Imprensa da CBJ – Fotos: Tati Amaya/CBJ 
Everton Monteiro – Assessoria de Imprensa da F.P.Judô

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fique por dentro de eventos e notícias locais das Delegacias Regionais

Nossos Parceiros

Logo Parceiros

Nossos Apoiadores

Logo Apoiadores

Nosso Instagram @fpjudo