São Paulo sediará o IBSA Grand Prix Internacional de Judô para deficientes visuais

Jaime Bragança, Helder Maciel, Alessandro Puglia e Tibério Maribondo na visita ao Centro de Excelência do Judô em São Bernardo do Campo © FPJCOM

Federação Paulista Judô e Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais realizarão etapa inédita no Brasil em julho, após a realização dos GPs de Antalya e Nur Sultan

Por FPJCOM
25 de fevereiro de 2022 / Curitiba (PR)

Em janeiro a Federação Internacional de Esportes para Cegos (IBSA, na sigla em inglês) divulgou seu calendário completo para o judô paralímpico em 2022 com as datas das três etapas do Grand Prix, incluindo uma inédita no Brasil, e a do próximo Campeonato Mundial, em novembro, no Azerbaijão.

Vale lembrar que a modalidade inicia este ano uma nova era após a aprovação das alterações nas regras que separam os atletas em dois grupos de classificações oftalmológicas e reduzem o número de categorias. Para entender o que mudou clique AQUI.

A primeira etapa do Grand Prix será realizada em Antalya, na Turquia, de 23 a 25 de abril. O Cazaquistão receberá o evento seguinte, em Nur Sultan, nos dias 28 e 29 de maio. Por fim, São Paulo vai sediar em 2 e 3 de julho a terceira e última etapa do circuito. Antes dessas competições, a cidade de Heidelberg será palco do já tradicional Aberto da Alemanha, de 18 a 22 de fevereiro.

Dirigentes com atletas e técnicos do Centro de Excelência © FPJCOM

Fechando a temporada, o Campeonato Mundial terá como sede Baku, no Azerbaijão, que vem sendo palco de etapas do Grand Prix nos últimos anos e terá a chance de receber o principal evento do judô pela primeira vez de 7 a 9 de novembro. Na última edição, disputada em Odivelas, Portugal, o Brasil conquistou duas medalhas: bronze com Meg Emmerich e o ouro inédito no feminino com Alana Maldonado.

Encontro define a realização do GP

No início de fevereiro os dirigentes da Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CBDV) e da Federação Paulista de Judô (FPJudô) se reuniram no Centro de Excelência do Judô e do Atletismo de São Bernardo do Campo, onde definiram as bases da parceria na realização do evento inédito da IBSA.

Helder Maciel, secretário-geral da CBDV e representante da IBSA nas Américas, destacou a importância do evento inédito que se realizará em julho na arena esportiva do Centro de Treinamento Paralímpico de São Paulo.

Helder Maciel (CBDV) e Alessandro Puglia (FPJudô) vão reunir esforços para realizar um campeonato do mais alto nível e que faça jus à tradição do Brasil nos tatamis © FPJCOM

“Diante da importância histórica de um evento como o IBSA Grand Prix de Judô, é de extrema valia que a CBDV e a Federação Paulista de Judô trabalhem juntas na organização do torneio. A modalidade já rendeu ao Brasil 25 medalhas em Jogos Paralímpicos, uma das mais vitoriosas da história da competição. Esperamos sediar um campeonato do mais alto nível, que faça jus à tradição do Brasil nos tatamis”, disse o representante da IBSA nas Américas.

Tibério Maribondo do Nascimento, ex-presidente da Federação de Judô do Estado do Rio Grande do Norte que há mais de 20 anos milita no judô paralímpico, participou do encontro e reiterou a importância do certame, tendo plena convicção de que juntas a CBDV e a FPJudô realizarão um evento grandioso.

“No ano passado Helder Maciel foi eleito representante da ABSA nas Américas e com isso conseguiu articular a vinda de uma das etapas do Grand Prix Internacional de Judô, que a partir deste ano valem pontos para o ranking paralímpico de Paris 2024, assim como o Mundial”, disse Nascimento.

Os técnicos do Centro de Excelência Daniele Yuri, Vânia Ishii, Henrique Guimarães, Hatiro Ogawa e Marco Antônio (Rato), com Jaime Bragança, Helder Maciel, Alessandro Puglia e Tibério Maribondo © FPJCOM

O dirigente potiguar concluiu lembrando que a Confederação Brasileira de Judô (CBJ) também fará parte da força-tarefa que organizará e a competição. “Quando a IBSA confirmou que o evento seria no Brasil, o professor Helder pediu que eu fizesse a interlocução junto à CBJ e à FPJudô. Após a reunião realizada no Rio de Janeiro com a confederação, marcamos este encontro com o professor Alessandro Puglia e hoje, felizmente, conseguimos definir os detalhes sobre a realização do certame. Tenho convicção de que com a experiência da CBDV e a expertise da equipe técnica da federação paulista nós realizaremos uma competição de altíssimo nível”, previu Tibério Maribondo.

Eleito presidente da FPJudô em 2021, Alessandro Puglia disse estar extremamente satisfeito com a oportunidade de São Paulo sediar um evento do circuito mundial do judô paralímpico de tamanha importância.

“Recebemos o convite para participar da realização da terceira etapa do Grand Prix de Judô da IBSA 2022 com imensa satisfação e alegria. Possuímos excelente estrutura e estamos certos de que em parceria com a equipe técnica da CBDV ofereceremos excelentes condições para os judocas paralímpicos do mundo todo que virão a São Paulo para participar desse evento inédito”, disse o presidente da FPJudô.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fique por dentro de eventos e notícias locais das Delegacias Regionais

Nossos Parceiros

Logo Parceiros

Nossos Apoiadores

Logo Apoiadores

Nosso Instagram @fpjudo