V São Paulo Open de veteranos e kata recebe judocas de seis Estados

A Federação Paulista de Judô (FPJudô) realizou neste sábado (7 de setembro) a quinta edição do São Paulo Open de veteranos e kata, com apoio da prefeitura e da Secretaria de Esporte e Lazer de Itapecerica da Serra.

As seis áreas do certame no ginásio poliesportivo Antônio Baldusco receberam 252 judocasde 77 associações, sendo 172 atletas no shiai e 40 duplas que disputaram as medalhas do nage-no-kata, ju-no-kata, kime-no-kata, katame-no-kata e Kodokan goshin-jutsu.

Trinta e cinco oficiais técnicos e sete coordenadores atuaram sob o comando de Marco Aurélio Uchida, enquanto 45 árbitros convocados e voluntários trabalharam sob o comando do árbitro FIJ B Kendi Yamamoto.

Tradicional certame do calendário esportivo da FPJudô, o Open SP de veteranos e kata foi criado para proporcionar maior intercâmbio e o desenvolvimento técnico aos judocas másteres e aos que competem no kata. Joji Kimura, coordenador técnico da FPJudô, falou sobre as competições realizadas em São Paulo para estas duas classes.

“Temos um calendário bastante robusto, e dentro dele quatro eventos da classe veteranos, sendo dois interestaduais: a Copa São Paulo e o Open São Paulo. Temos também o Torneio Beneméritos, uma competição por equipe, e o paulista de veteranos e kata. A Copa São Paulo prepara os judocas másteres para as competições pan-americana e sul-americana que se realizam no primeiro semestre, enquanto o Open SP ajusta os atletas para o campeonato mundial, disputado no segundo semestre”, disse o dirigente, enfatizando a necessidade de manter um calendário efetivo.

“Se quisermos conquistar resultados significativos no exterior, temos de fazer a nossa parte, promovendo intercâmbio interno de alto nível e de forma ininterrupta. Osatletas têm de ficar em atividade durante toda a temporada. Prova disso é o bicampeonato mundial de kata conquistado esta semana na Coreia do Sul pela dupla de judocas Wagner Tadashi Uchida e Paulo Roberto Alves Ferreira, da Associação de Judô Alto da Lapa. Isso sem contar as dezenas de medalhas conquistadas nos últimos anos pelos judocas que competem no shiai, entre os quais muitos ex-atletas da seleção brasileira olímpica, como Mário Sabino, Shigueto Yamazaki e Elton Fiebig”, acrescentou o coordenador técnico da FPJudô.

Participaram da cerimônia de abertura autoridades políticas e esportivas, entre as quais Alessandro Puglia, presidente da FPJudô; Francisco de Carvalho, presidente de honra da FPJudô; Valdomiro de Freitas Dias, o Miro Dias, secretário de Esporte e Lazer de Itapecerica da Serra; Heleno Antônio Menezes, chefe de gabinete que representou o prefeito Jorge Costa; JoséJantália, vice-presidente da FPJudô; Joji Kimura, coordenador técnico da FPJudô; Silvano Lacerda, assessor do pastor Márcio, presidente da Câmara Municipal de Itapecerica da Serra; Júlio César Jacopi, coordenador de eventos da FPJudô; Antônio Carlos Mesquita, presidente da comissão disciplinar da FPJudô; Marco Aurélio Uchida, coordenador de oficiais técnicos da FPJudô; Adib Bittar Dib, coordenador financeiro da FPJudô; Isaías Moraes, diretor da ADUC de Itapecerica da Serra; Karen Sakai, filha do professor e atleta Edson Sakai, falecido recentemente; e os bicampeões mundiais de kata Tadashi Uchida e Paulo Roberto Ferreira.

Completaram a mesa de honra os delegados regionais Hissato Yamamoto(1ª DRJ), Akira Hanawa (14ª DRJ) e Celso de Almeida Leite (15ª DRJ), além dos professores kodanshas Satoru Ebihara, Takeshi Nitsuma, Tomyo Takayama, Yoshiyuki Shimotsu, Milton Ribeiro, Belmiro Boaventura, Rubens Pereira, Alcides Camargo, Antônio Honorato de Jesus, José Gomes de Medeiros,Leandro Alves Pereirae do professor Eduardo Lourencetto, anfitrião do certame.

O secretário de Esporte e Laser de Itapecerica fez o primeiro pronunciamento e, demonstrando a enorme satisfação por sediar mais uma competição da Federação Paulista de judô, deu boas-vindas aos judocas que foram a Itapecerica da Serra..

“É um grande prazer mais uma vez receber um evento da FPJudô. As portas de nossa cidade estão sempre abertas para os judocas paulistas e as chaves estão nas mãos dos dirigentes da federação. Em nome do prefeito Jorge José da Costa dou as boas-vindas e desejo uma excelente competição a todos atletas que aqui estão”, disse o secretário Miro Dias.

Na sequência Francisco de Carvalho Filho cumprimentou as autoridades, dirigentes, técnicos, atletas e delegações de outros Estados e parabenizou a dupla bicampeã mundial de kata e seu mentor técnico.

“Após uma trajetória brilhante nos tatamis, fazendo dupla com o professor Luís Alberto dos Santos, mais uma vez o professor Rioiti Uchida obteve um resultado expressivo em âmbito internacional por meio dos seus alunos Wagner Uchida e Paulo Roberto Ferreira. Além de parabenizá-los, desejo que esta conquista importantíssima faça com que cada vez mais jovens judocas se envolvam e pratiquem o kata que, ao lado do randori, é um dos pilares de nossa modalidade”, disse o dirigente, que concluiu desejando bom desempenho a todos.

Heleno Antônio Menezes, chefe de gabinete da prefeitura de Itapecerica da Serra, agradeceu a presença de todos em sua cidade e destacou a participação efetiva das mulheres na competição.

“Faço um cumprimento especial às mulheres que aqui estão defendendo suas escolas e clubes por sua participação efetiva e corajosa neste esporte. É muito bom e prazeroso ver as mulheres lutando em pé de igualdade com os homens nos tatamis, mostrando muita garra e determinação”, disse o chefe de gabinete

Justa homenagem

O momento alto da cerimônia de abertura foi a homenagem prestada a Wagner Tadashi Uchida e Paulo Roberto Alves Ferreira, que no dia 3 de setembro conquistaram pelo segundo ano consecutivo a medalha de ouro no campeonato mundial de nage-no-kata.

Repetindo o feito inédito obtido em Cancún, no México, no ano passado, neste ano os judocas da Associação de Judô Alto da Lapa foram à Coréia do Sul e superaram 16 duplas adversárias,sagrando-se bicampeões mundiais.

Grande emoção

Na sequência José Jantália pediu que o sensei Yoshiyuki Shimotsuprocedesse a uma singela homenagem, em nome de todos que lá estavam,entregando flores à jovem Karen Sakai, filha do atleta da classe veteranos Edson Shigueo Sakai, que defendia o Judô Clube Mogi das Cruzes, falecido recentemente.

Após a entrega das floresa Karen Sakai, todas pessoas que estavam na arena poliesportiva Antônio Baldusco aplaudiram de pé, calorosamente, e reverenciaram um atleta que foi um judoca na acepção da palavra.Bastante emocionado Alessandro Puglia pediu a palavra para falar das qualidades do amigo querido.

“Quero falar sobre ogrande amigo Edson Sakai, meu conterrâneo e alguém com quem dividi momentos importantes e inesquecíveis no shiai-jô e fora dele. Foi uma perda lamentável, porque ele era um judoca diferenciado, que tratava a todos com deferência e grande carinho e consequentemente era muito querido por todos que o conheciam. Tenho certeza de que ele está muito bem, deve estar aqui entre nós e sempre fará parte de boas lembranças”, disse o dirigente

Comemoração da independência do Brasil

Antes do rei inicial e surpreendendo a todos, o comunicador José Jantália recitou o Hino da Independência,a canção patriótica oficial que comemora a declaração da independência do Brasil, composta em 1822 por Dom Pedro I. A letra foi escrita pelo poeta Evaristo da Veiga.

Exaltando o importe momento político que o Brasil vive na atualidade, Jantália foi aplaudido efusivamente por um público que aprovou a iniciativa cívica e patriótica do vice-presidente da FPJudô.

Academia de Judô Pinheiro é bicampeã

Com 100% de aproveitamento e conquistando 11 medalhas, sendo cinco de ouro, três de prata e três de bronze, a equipe de judô de Nova Iguaçu (RJ) repetiu o feito da temporada passada, sagrando-se bicampeã do certame.

Os 11 atletas da equipe de Nova Iguaçu conquistaram vaga no pódio e totalizaram 37 pontos, assegurando a primeira colocação na classificação por associação. José Geovane Gomes, medalhista de ouro no 73kg, avaliou este feito importante.

“Estamos vindo para São Paulo com grande frequência porque, além do excelente nível técnico dos participantes, a Federação Paulista de Judô dá uma atenção enorme à classe veteranos. Nosso melhor desempenho na Copa São Paulo foi a quarta colocação em 2018. Viemos a Itapecerica da Serra com 11 atletas e todos medalharam. Somos bicampeões e agora vamos comemorar muito esta conquista”, disse o chefe da delegação carioca, que lembrou que a equipe já está de malas prontas para disputar a Copa Paraná, que se realizaneste mês em Curitiba.

Os medalhistas de ouro da equipe campeã são: Anderson de Souza dos Reis 66kg, Júlio César Gonçalves 90kg,Efraim Ribeiro Dantas 73kg, Liliana Sant’Ana Mathias 70kg e José Geovane Gomes 73kg.

Os medalhistas de prata da equipe campeã são Alexandre de Oliveira 81kg, Adélio Duarte da Silva 60kg e Marco Antônio Teixeira 73kg.

Os medalhistas de bronze da equipe campeã são Nélson Cruz da Silva 81kg, Ricardo da Silva Francisco 66kg eEdson Marcelo Rodrigues 81kg.

Campeões do kata

A dupla bicampeã mundial de nage-no-kata, que é formada pelos judocas Wagner Tadashi Uchida (tori) e Paulo Roberto Alves Ferreira (uke),totalizou 496 em sua apresentação e foi a grande campeã no yudan.

A dupla formada por Marcelo Vieira (tori) e Murilo Coutinho (uke), também da Associação de Judô Alto da Lapa totalizou 368,5 pontos e foi campeã de nage-no-kata na classe dangai.

Roger Tsuyoshi Uchida (tori) e Aline Akemi Lara Sukino (uke) da Associação de Judô Alto da Lapa totalizaram 465 pontos e foram campeões do ju-no-kata yudan, enquanto Murilo Coutinho Garcia(tori) eCamile Coutinho Garcia (uke) da Associação de Judô Alto da Lapa totalizaram 377 pontos e foram campeões do ju-no-kata dangai.

A dupla formada por Marcelo Nery Fontes (tori) e Leonardo Pavani (uke) da Associação de Judô Nery de Ribeirão Pires (SP), totalizou 470,5 pontos e foi a campeã do kodokan goshin jitsu.

Numa disputa acirrada com maus 12 equipes, a dupla formada porHenrique Fernandes da Costa (tori) e Gabriela Fernandes da Costa (uke), da Associação Namie de Judô de Mogi das Cruzes, totalizou 451,5 pontos e foi a grande campeã do katame-no-kata yudan.

A dupla formada por Sidney Massayuki Fukayama (tori) da ADC Embraer e Airam Rodrigues da Cunha (uke) da SER Jacareí totalizou 515,5 pontos, e foi a grande campeã do kime-no-kata da classe yudan.

Resultados

Clique aqui e confira os resultados Individuais e por associação no V Open SP de Veteranos;
Clique aqui e confira os resultados do Nague No Kata, Ju No Kata e Kodokan Goshin Jutsu no V Open SP de Kata;
Clique aqui e confira os resultados do Katame No Kata no V Open SP de Kata;
Clique aqui e confira os resultados do Kime No Kata no V Open SP de Kata.

Por: Paulo Pinto
Fotos: Budôpress

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fique por dentro de eventos e notícias locais das Delegacias Regionais

Nossos Parceiros

Logo Parceiros

Nossos Apoiadores

Logo Apoiadores

Nosso Instagram @fpjudo