Brasil termina o Mundial de Veteranos 2016 na terceira colocação

O Brasil terminou o quadro de medalhas no Campeonato Mundial de Veteranos, Fort Lauderdale 2016 na terceira colocação com um total de nove ouros, quatorze pratas e dezessete bronzes, atrás apenas da França (17 ouros) e dos Estados Unidos (12 ouros), anfitriões da competição.

O primeiro dia do Mundial rendeu oito medalhas para o Brasil. O ponto alto da campanha foi, sem dúvida, o ouro de Chiaki Ishii. Ícone do judô brasileiro, o primeiro judoca do país a conquistar medalhas em Mundiais Sênior e em Jogos Olímpicos voltou a ter o prazer dos pódios internacionais nesta sexta-feira, 18 de novembro, ao ser campeão da categoria meio-pesado, a mesma do Mundial de Ludwigschafen em 1971 e dos Jogos Olímpicos de Munique em 1972, na classe M10, para judocas com idades entre 75 e 79 anos. Para chegar ao título, Ishii fez duas lutas: venceu o americano Robert Byrd por ippon na estreia e depois dominou o combate contra o sérvio Vuk Rasovic, forçando duas punições para o adversário.

“Hoje ao lado de minha amada família, meus alunos e da delegação brasileira, realizei um sonho. Desde a medalha de bronze obtida no Mundial de 1971, eu sonhava conquistar a medalha de ouro. Consegui. Espero que essa medalha, além disso, sirva para inspirar os judocas a não parar nunca. A buscar sempre estudar, treinar e competir Judô. Esse ano treinei arduamente com o apoio de meus alunos para esta competição. Se não tivesse me dedicado tanto, dado tudo de mim em todos os treinos, não teria realizado esse sonho. Pretendo participar do calendário de competições de veteranos todos os anos a partir de agora. E assim ajudar o Brasil a ter o maior Judô de veteranos do mundo. Não descansarei até atingir essa meta. Irei lutar mais uma vez pelo Brasil”, disse Ishii.

Ainda no primeiro dia, foram disputadas as classes M6 (55 a 59 anos), M7 (60 a 64 anos), M8 (65 a 69 anos) e M9 (70 a 74 anos). E vieram outras sete medalhas.

No segundo dia de competições, outros 10 brasileiros conseguiram chegar ao pódio. Foram disputadas as classes M1 para atletas de 30 a 34 anos e M3 para judocas de 40 a 44 anos. E o grande destaque do dia para o Brasil foi Adriano Silva. O judoca venceu quatro lutas, incluindo a semifinal com o compatriota Lucas Miquinioty, para chegar ao ouro. Lucas também chegou ao pódio ao vencer a disputa do bronze contra o alemão Daniel Lenk.

E essa não foi a única dobradinha brasileira no pódio. Na categoria meio-pesado da classe M3, Wilson Caldeira e Glauber Aragão se enfrentaram na semifinal com vitória de Caldeira que, na decisão, acabou derrotado pelo japonês Tokuzo Takahashi. Na disputa do bronze, Glauber venceu o chileno Rene Zapata e garantiu seu lugar no pódio.

E o desempenho brasileiro seguiu em alta no terceiro e penúltimo dia da competição que definiu as classes M4 para atletas de 45 a 49 anos e M5 para judocas entre 50 e 54 anos foi o melhor para o Brasil com quatro finais e dois ouros, um de Joseph Guilherme (+100kg/M4) e outro de Rinaldo Caggiano (90kg/M5). Alexandre Nogueira (60kg/M4) e Marcos Daud (100kg/M4) também chegaram à decisão de suas categorias mas foram derrotados e ficaram com a prata.

As demais medalhas brasileiras no dia foram os bronzes de Rodrigo Motta (73kg/M4), Clóvis Kuno (66kg/M5), Carlos Neto (73kg/M5) e Marco Aurélio Trinca (81kg/M5).

E então o Brasil encerrou sua participação no Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 com o pé direito. O quarto e último dia de competição nos Estados Unidos rendeu ao país nada menos que 14 medalhas, sendo cinco de ouro, quatro de prata e cinco de bronze. No último dia do Mundial, foram disputadas as categorias M2, para homens de 35 a 39 anos, e todas as divisões de classes no feminino.

E os veteranos do Brasil foram muito bem com duas dobradinhas e medalhando em cinco das sete categorias. No peso ligeiro, Cristian Cezário conseguiu o ippon sobre Argeu Cardoso na decisão e ficou com o ouro. Já no meio-médio, quem levou a melhor foi Jack Daouly que venceu Paulo Segatelle na diferença de punições (1 x 3). O último ouro entre os homens veio com Flávio Pinheiro que, depois de vencer Jerome Agneray (FRA), Eduardo Russo (BRA) e Federico Pinedo (ARG), bateu o russo Denis Vakushin na decisão por ter forçado duas punições ao adversário. Ainda no masculino, vieram bronzes com Humberto Alonso e Ricardo Almeida.

Entre as mulheres, foram disputas todas as divisões que respeitam a mesma regra de separação etária dos homens. Na classe F1, para mulheres de 30 a 34 anos, o Brasil foi representado por Vanessa Freitas e Ana Karina Oliveira, ambas no médio, mas não chegou a disputa por medalhas. Na F2 (35 a 39 anos), a peso-pesado Fernanda Pelegrini conseguiu o ippon sobre a britânica Sandra Hughes e ficou com o bronze.

Na classe F3 (40 a 44 anos), dobradinha brasileira no pódio do meio-pesado. A mongol Munkhzaya Gonchigsuren vai ter pesadelo com as brasileiras. Ela foi derrotada por Rogéria Aguiar na semifinal e por Carla Prado na disputa do bronze. Rogéria terminou com a prata ao ser derrotada na decisão por Lenka Konigova, da República Tcheca.

Na F4 (45 a 49 anos), Maria Moraes venceu a melhor de três contra a alemã Silke Ruehl e foi a campeã do meio-leve. Raquel Araújo (63kg) chegou à disputa do bronze mas acabou na quinta colocação ao ser derrotada por Dechinmaa Raadan (MGL).

Na F5 (50 a 54 anos), o Brasil foi representado por Rogéria Silva e Iraci Silva, ambas na categoria pesado. Rogéria venceu o confronto com Iraci e com a canadense Susan Sokol e ficou com o ouro. Iraci, que também foi derrotada por Sokol, ficou com o bronze. E por fim, na F6 (55 a 59 anos), Fátima Camargo venceu a francesa Christine Peuch e perdeu para a norte-americana Tamara Hemingway e ficou com a medalha de prata no peso médio.

Confira a classificação de todos os brasileiros no Mundial de Veteranos 2016:

Ouro
Chiaki Ishii (100kg/M10)
Joseph Guilherme (+100kg/M4)
Rinaldo Caggiano (90kg/M5)
Adriano Silva (-73kg/M1)
Maria Moraes (52kg/F4)
Rogéria Silva (+78kg/F5)
Cristian Cezário (60kg/M2)
Flávio Pinheiro (73kg/M2)
Jack Daouly (81kg/M2)

Prata
Alberto Carvalho (90kg/M8)
Braulio Borges (90kg/M7)
Walter Vieira (100kg/M6)
Alexandre Nogueira (60kg/M4)
Marcos Daud (100kg/M4)
Bruno Vieira (60kg/M1)
Victor Silva (66kg/M1)
Vlamir Dias (66kg/M3)
Wilson Caldeira (-100kg/M3)
Sérgio Honda (60kg/M7)
Rogéria Aguiar (78kg/F3)
Fátima Camargo (70kg/F6)
Argeu Cardoso (60kg/M2)
Paulo Segatelle (81kg/M2)

Bronze
Irahy Tedesco (90kg/M9)
Oswaldo Simões Filho (+100kg/M7)
João Velloza (73kg/M6)
Rodrigo Motta (73kg/M4)
Clóvis Kuno (66kg/M5)
Carlos Neto (73kg/M5)
Marco Aurélio Trinca (81kg/M5)
Lucas Miquinioty (-73kg/M1)
Danillo Silva (90kg/M1)
Denison Santos (90kg/M3)
Élton Fiebig (+100kg/M3)
Glauber Aragão (-100kg/M3)
Fernanda Pelegrini (78kg/F2)
Carla Prado (78kg/F3)
Iraci Silva (+78kg/F5)
Humberto Alonso (90kg/M2)
Ricardo Almeida (+100kg/M2)

5º lugar
José Souza (73kg/M8)
Giorgio Buoro (90kg/M8)
Benedito de Oliveira (100kg/M6)
Paulo Bartz (+100kg/M6)
Raquel Araújo (63kg/F4)
Ronaldo Rocha (73kg/M2)
Daniel Lopes (90kg/M2)
Peterson Mello (90kg/M2)

Confira os resultados completos abaixo:

– M4 – 60kg – Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M4 – 66kg – Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M4 – 73kg – Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M4 – 81kg – Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M4 – 90kg- Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M4 – 100kg – Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M4 – +100kg – Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M5 – 66kg – Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M5 – 73kg – Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M5 – 81kg – Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M5 – 90kg – Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M5 – 100kg – Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M5 – +100kg – Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– Resultados M4 e M5 – Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 

– Resultados M1 e M3 – Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M1 – 60kg – Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M1 – 66kg – Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M1 – 73kg – Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M1 – 81kg – Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M1 – 90kg – Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M1 – 100kg – Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M1 – +100kg – Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M3 – 66kg – Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M3 – 73kg – Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M3 – 81kg – Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M3 – 90kg – Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M3 – 100kg – Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M3 – +100kg – Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 

– M6 – 73kg – Mundial Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M6 – 81kg – Mundial Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M6 – 90kg – Mundial Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M6 – 100kg – Mundial Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M6 – +100kg – Mundial Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M7 – 60kg – Mundial Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M7 – 81kg – Mundial Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M7 – 90kg – Mundial Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M7 – +100kg – Mundial Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M8 – 73kg – Mundial Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M8 – 90kg – Mundial Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M9 – 90kg – Mundial Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– M10- 100kg – Mundial Veteranos Fort Lauderdale 2016 

– Resultados M2 – Mundial de Veteranos Fort Lauderdale 2016 
– resultados-feminino—mundial-de-veteranos-fort-lauderdale-2016 
– f6—70kg—mundial-de-veteranos-fort-lauderdale-2016 
– f4—52kg—mundial-de-veteranos-fort-lauderdale-2016 
– f2—78kg—mundial-de-veteranos-fort-lauderdale-2016 
– smulas-m2—mundial-de-veteranos-fort-lauderdale-2016 
– f3—78kg—mundial-de-veteranos-fort-lauderdale-2016 
– f1—70kg—mundial-de-veteranos-fort-lauderdale-2016 
– quadro-de-medalhas—mundial-de-veteranos-fort-lauderdale-2016 
– f4—63kg—mundial-de-veteranos-fort-lauderdale-2016 
– f5—+78kg—mundial-de-veteranos-fort-lauderdale-2016 

Com informações da Assessoria de Imprensa da CBJ

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fique por dentro de eventos e notícias locais das Delegacias Regionais

Nossos Parceiros

Logo Parceiros

Nossos Apoiadores

Logo Apoiadores

Nosso Instagram @fpjudo